A ‘Grande Conquista’: Relembre a trajetória de Athletico e Red Bull Bragantino até a final da Sul-Americana

Por: Brendo Romano e Guilherme Kruklis

Neste sábado (20), Athletico e Red Bull Bragantino fazem a grande final da Copa Sul-Americana. A bola rola às 17h (horário de Brasília), no estádio Centenário em Montevidéu, no Uruguai. Ambas as equipes passaram por diversas dificuldades para chegar à final. Enquanto o Athletico busca o bicampeonato da competição, o RB Bragantino tenta levantar o primeiro troféu internacional de sua história.  

Como chega o Athletico para a decisão

O Athletico, comandado por Alberto Valentim, chega em Montevidéu, no Uruguai, para disputar a grande final da Copa Sul-Americana 2021 com a melhor campanha da competição, tendo disputado doze jogos até o momento e saindo com a vitória em dez deles, sendo derrotado apenas duas vezes na atual edição da competição, ambas longe da Arena da Baixada.

Além de ter um aproveitando ao longo da competição de 83%, o Furacão também acumulou em sua jornada para a grande final da Copa Sul-Americana o melhor ataque e a melhor defesa da copa internacional, tendo marcado ao todo 21 gols e sofrendo apenas 6 no mesmo período de tempo, marca que foi auxiliada pela campanha de grupos da equipe rubro negra, onde o clube sofreu apenas um gol e marcou oito em seis jogos disputados.

Para saber tudo sobre o Athletico, siga o Esporte News Mundo no Twitter, Instagram e Facebook.

A equipe comandada por Alberto Valentim não terá desfalques novos para essa grande decisão, com os seus únicos desfalques sendo o atacante Matheus Babi, que lesionou o joelho no início da temporada e só retornará no ano que vem, e o zagueiro Lucas Halter, que rompeu o tendão de aquiles em uma partida válida pelo Campeonato Paranaense 2021.

Considerando isso, é esperado que o Furacão tenha o seu elenco com força máxima para esse confronto, algo que ocorreu poucas vezes na atual temporada por conta do grande número de competições que o clube vinha disputando.

Como chega o Red Bull Bragantino para a decisão

Por sua vez, o Red Bull Bragantino teve um caminho mais complicado e quase ficou de fora do mata-mata da competição. Foram nove vitórias, um empate e duas derrotas, mas a equipe cresceu no momento certo e busca o primeiro troféu internacional de sua história.

Na estreia, o Toro Loko venceu o Tolima (COL), em Bragança Paulista, por 2 a 1 (Ytalo e Castrillón/contra) fizeram os gols do jogo. Na sequência, o time sofreu duas derrotas consecutivas para o Emelec (EQU), por 3 a 0 fora de casa, e Talleres (ARG), por 1 a 0 no Nabi Abi Chedid.

Dessa forma, o Massa Bruta encerrou o primeiro turno da fase de grupos, há quatro pontos do líder Emelec. Apenas o líder do grupo avançaria para a fase seguinte da competição.

No returno, o RB Bragantino venceu o Emelec, no Nabi Abi Chedid, por 2 a 0 (Fabrício Bruno e Artur marcaram os gols do duelo). Derrotou o Talleres por 1 a 0 (gol de Helinho), na Argentina e se garantiu na próxima fase ao vencer o Tolima, fora de casa e com a vitória do Talleres por 4 a 1 sobre o Emelec.

Para saber tudo sobre o RED BULL BRAGANTINO, siga o perfil do Esporte News Mundo no Twitter, InstagramFacebook.

Nas oitavas de final, o RB Bragantino encarou o Independiente del Valle, eliminado na fase de grupos da Copa Libertadores da América. No primeiro confronto, o Toro Loko venceu o del Valle, no Equador, por 2 a 0 (Fabrício Bruno e Eric Ramires fizeram os gols).

No confronto de volta, o Massa Bruta empatou em 1 a 1 (gol de Cuello), no Nabi Abi Chedid e avançou de fase. Nas quartas de final, o duelo seria contra o poderoso Rosario Central (ARG). Na partida de ida, o RB Bragantino venceu por 4 a 3 (hat-trick de Artur e um de Praxedes), no Estádio Gigante de Arroyito.

No duelo de volta, em Bragança Paulista, o RB Bragantino venceu por 1 a 0, com um golaço de Artur do meio de campo. Dessa forma, o Braga avançou para a semifinal da competição e enfrentaria o Libertad (PAR).

Na partida de ida, o RB Bragantino venceu o Libertad por 2 a 0 (Ytalo e Artur fizeram os gols do jogo), no Nabi Abi Chedid. Por isso, o time poderia perder por até um gol de diferença no Paraguai. No duelo de volta, o Braga atropelou o Libertad por 3 a 1 (Cuello duas vezes e Artur fizeram os gols, no Estádio Defensores del Chaco e chegaram a decisão inédita da Copa Sul-Americana de 2021.

Para a grande final, o Red Bull Bragantino não poderá contar com Raul (se recupera de uma grave lesão no joelho) e Eric Ramires (com um estiramento na coxa esquerda. Lucas Evangelista está recuperado da contusão no adutor da coxa, mas não tem condições de atuar 90 minutos.

A provável escalação do RB Bragantino tem: Cleiton; Aderlan, Fabrício Bruno, Léo Ortiz e Edimar; Jadsom Silva, Luan Cândido e Praxedes; Artur, Ytalo e Cuello. Técnico: Maurício Barbieri.