Alex Cowboy deixa UFC após sequência de quatro derrotas na organização

O UFC tem mais uma ‘barca’ de lutadores deixando a organização. Nesta segunda-feira (11) foi revelado que o brasileiro Alex Cowboy não faz mais parte do elenco da organização, segundo informação do MMAJunkie e do Combate,

O contrato com o meio-médio se encerrou e não será renovado pelo Ultimate, conforme confirmado por Alex Davis, empresário de Cowboy. O agente afirmou que as quatro derrotas seguidas que seu cliente sofreu contribuíram para a não extensão do vínculo

LEIA TAMBÉM

+ Sterling desafia Dillashaw e dispara contra ex-campeão: “Mentalmente fraco”

+ Khamzat Chimaev diz que cometeu ‘erro’ durante luta contra Gilbert Durinho

– Infelizmente, o UFC não quis renovar com o Alex. Realmente, a gente não pode negar o fato de que ele vem de quatro derrotas, apesar dele sempre ter entregue um show, como sempre. Na última luta dele, ele vinha fazendo uma grande luta contra o Kevin Holland, mas o fato de vir de quatro derrotas seguidas influenciou na decisão – afirmou Davis.

– Não é o fim do mundo, o Alex é um excelente lutador. Ele tem 34 anos, muito novo e acredito que, já já, vai ter outro lugar para ele lutar. E o Ultimate também falou que, ele tendo uma ou duas vitórias, eles poderiam contratá-lo de novo – completou.

Alex Cowboy chegou ao UFC em 2015, estreando com derrota para Gilbert Durinho. Depois desta luta, teve boas sequências positivas com vitórias, mas enfrentou uma sequência negativa entre 2018 e 2019, antes de encarar a atual série sem vencer do lutador de Três Rios (RJ).

Sua última luta no Ultimate foi no UFC 272, em março, ao ser derrotado por nocaute por Kevin Holland. Em sua carreira na organização, lutou entre o peso-leve e o meio-médio e se tornou notório pela agressividade em suas lutas.