Análise: Marcão modifica o Fluminense e é derrotado pelo Grêmio.

Em uma noite muito ruim, o Fluminense é derrotado pelo Grêmio e mantém a dúvida na cabeça de seu torcedor. Será que esse time é capaz de conseguir uma vaga na Libertadores?

Marcão iniciou a partida com muitas modificações em relação a vitória contra o Sport, como podemos ver na análise do Tática Didática. Fred no banco, Calegari na direita e Cazares na criação. É um pedido do torcedor tricolor a entrada de John Kennedy no lugar de Fred, mas o que se viu foi mais uma vez um tricolor muito desorganizado e sem criatividade.

Com um meio campo formado por 4 jogadores sendo 3 deles volantes o Fluminense pouco criava, a idéia de Marcão era deixar o time mais jovem e mais leve, só que foi visto uma equipe sem muita objetividade, errando muitos passes e exposta nos contra-ataques.

Inicialmente o Fluminense adiantou suas linhas e marcou o Grêmio no campo de ataque, mas pouco pressionava o portador da bola. A equipe gaúcha marcou em linha alta dificultando a saída de bola do Fluminense, fazendo com que Marcos Felipe tentasse passes longos, o que não é o forte do goleiro tricolor carioca. A bola chegava ao ataque mas voltava logo para posse do Grêmio.

Em alguns momentos foi possível observar a construção ofensiva do Fluminense desde seu goleiro mas a desorganização de seus jogadores do meio campo forçava uma ligação direta, criava o espaço mas nem os meias e nem os laterais ocupavam esses espaços para realizar a transição ofensiva.

Árias entrou no segundo tempo e jogou mais onde está habituado, pela extrema do campo, porém não foi efetivo e errou muitos passes e dribles. O Fluminense após o gol sofrido adiantou suas linhas e tentou jogar no campo do adversário mas pecou na criação e nos erros de seus volantes.

Marcão terá muito trabalho pela frente se quiser levar esse time à Libertadores, e será que a diretoria e principalmente o torcedor terá paciência para tantas atuações ruins?