Após mais uma derrota do Sport, Florentín afirma: ‘A bola não quer entrar’

O Sport entrou em campo neste domingo (26), ante o Fortaleza, às 18h15, na Arena de Pernambuco, em confronto válido pela 22ºª rodada da Série A. Derrotado mais uma vez na competição, o Leão soma o oitavo jogo seguido sem vitória, sem, inclusive, marcar gols. Após o jogo, o treinador da equipe Rubro-Negra, Gustavo Florentín, concedeu entrevista coletiva à ‘TV Sport’.

LEIA MAIS: Sport pressiona, mas vê Fortaleza sair com a vitória no Brasileirão

Questionado sobre as alterações que fez no segundo tempo, Florentín justificou:

Fizemos várias modificações. Buscando ter maior profundidade e também um maior ímpeto ofensivo. Estávamos jogando na chuva e precisávamos de amplitude no ataque. As entradas de Juba e Ewerton foram para isso – Completou o comandante.

Suspensos pelo terceiro cartão amarelo, o Sport não contará com o lateral direito Hayner e nem como o volante Zé Welison. Indagado, Florentín comentou sobre as ausências:

‘Uma pena que não poderemos ter Hayner e nem o Zé, contra o Grêmio. Creio muito no grupo e que vamos reverter essa situação. Há muita união entre eles, treinam muito bem e há um esforço muito grande em cada partida.’

“Nos jogos contra Inter e hoje, contra o Fortaleza, não merecíamos perder. Mas há situações em que a bola simplesmente não quer entrar. É difícil, mas é a realidade. Creio que jogamos bem e confio no grupo. Temos que reverter isso em um tempo curto.” Afirmou o paraguaio.

Por fim, Gustavo ainda comentou sobre o emocional do time pernambucano, após mais um derrota na Série A:

‘ Claro que o emocional é afetado. Afeta que não conseguimos vitórias, que estamos na zona de rebaixamento e de não conseguir fazer gols.. Mas nós tentamos demonstrar o nosso apoio. Mas o melhor remédio para reverter isso, é ganhando.’

O Sport entra em campo novamente no próximo domingo (03), às 20h30, quando enfrenta o Grêmio, na Arena do Grêmio, em confronto válido pela 23ª rodada da Série A.