Atlético-MG classifica como arrogante a forma que o Flamengo conduziu o problema dos ingressos

O Atlético-MG publicou em seu site oficial uma nota oficial sobre o imbróglio dos ingressos para sua torcida no Maracanã, para o confronto contra o Flamengo, neste sábado, às 19 horas. 

O clube elencou 4 pontos sobre a situação envolvendo o clube carioca e o STJD:

O primeiro ponto é que o Galo entendeu que o pleito era justo e o STJD concedeu uma liminar para que o Flamengo disponibilizasse uma carga de ingressos para a torcida visitante no Maracanã.

O segundo ponto foi que, mesmo com a tentativa e com questões operacionais, o pedido se tornou inviável, devido às exigências sanitárias para o acesso do torcedor ao Maracanã e ao curto tempo até o jogo, através dos seguintes atrasos e desinteresse do clube carioca.

O terceiro ponto levantado pelo clube foi que ele, o Atlético-MG, não pode, além do prejuízo desportivo, suportar o ônus financeiro pela conduta imprópria do Flamengo. O time fez um pedido de reconsideração ao STJD, solicitando que o Flamengo disponibilize os ingressos em sua plataforma de venda, sem que o Galo pague pela carga de bilhetes.

Por fim, no quarto e último ponto, o Galo lamentou a atitude antidesportiva e classificou como arrogante e desrespeitosa a forma que o Flamengo conduziu o processo. Além disso, o clube informou que procurou o presidente Rodolfo Landim em três oportunidades, pelo presidente do Galo, Sergio Coelho, e não obteve resposta.