Barbieri fala sobre escolha do batedor de pênalti: ‘Bate quem treina’

Nesta segunda-feira (1), o Red Bull Bragantino visitou o Cuiabá, na Arena Pantanal, em Mato Grosso, em jogo válido pela 29ª rodada do Brasileirão 2021. Com gol marcado por Rafael Gava aos 48 minutos do segundo tempo, o Massa Bruta acabou saindo derrotado pelo Dourado por 1 a 0.

Após o apito final, o treinador do clube de Bragança Paulista, Mauricio Barbieri concedeu entrevista coletiva para falar sobre o quinto revés do Braga neste campeonato.

— Na verdade essa não era a ideia inicial, a gente treinou de outra maneira. Mas a gente teve uma baixa de última hora, que foi a questão do Emiliano. Até em função de como havíamos treinado, não treinei ninguém nesta posição — disse Mauricio sobre a opção de manter dois centroavantes.

— Eu acho que no geral, no primeiro tempo realmente a gente não fez um bom jogo. Mas no segundo, um pouco ali dos 20 pro final, a gente criou boas oportunidades com Pedrinho, uma bola do Realpe, o Ytalo em um cara a cara. Acho que a gente criou chances para abrir o placar, fora o pênalti no primeiro tempo, mas infelizmente a gente tomou o gol no final — afirmou.

Mauricio também fez uma breve avaliação sobre as alterações feitas e as mudanças táticas durante a partida.

— Eu acho que surtiram efeito. A gente conseguiu equilibrar o jogo em um momento em que estávamos tendo problemas. A partir dali, criamos boas ocasiões de gol. Não conseguimos ser efetivos. E claro, o Walter também foi muito bem. No final eles fizeram o gol num momento em que deveríamos ter um pouco mais de equilíbrio e maturidade para não oferecer essa circunstância — disse Barbieri.

Para saber tudo sobre o RB BRAGANTINO, siga o perfil do Esporte News Mundo no TwitterInstagram e Facebook.

Helinho em ação pelo Red Bull Bragantino no jogo contra o Cuiabá no Brasileirão. Foto: Ari Ferreira/Red Bull Bragantino
Helinho em ação pelo Red Bull Bragantino no jogo contra o Cuiabá no Brasileirão. Foto: Ari Ferreira/Red Bull Bragantino

Quando perguntado sobre a escolha do batedor de pênalti na ausência de Artur, Barbieri respondeu em apenas uma frase o porque o centroavante Ytalo, não foi para a cobrança uma vez que Artur não estava presente. “Bate quem treina”, falou o comandante.

Indagado se o Massa Bruta não conseguiu ter o mesmo rendimento dos últimos confrontos, o técnico do Red Bull Bragantino fez mais uma análise sobre o que viu na partida diante do Cuiabá.

— Eu acho que a gente não fez uma boa partida, especialmente no primeiro tempo. Volta a dizer: acho que falamos já falamos sobre isso, de que jogar aqui é complicado em função do calor, mas isso não foi só para nós. Chegou um certo momento do jogo que ficou aberto, e mesmo com o resultado não favorecendo eles recuaram um pouco e tivemos um controle no final. O que faltou foi a gente conseguir ser mais efetivo nas boas chances que criamos e não conceder as oportunidades como essa última — falou o treinador.

Questionado sobre o que não funcionou na primeira etapa, Barbieri deu sua opinião sobre a postura de sua equipe nos 45 minutos iniciais e o que pode fazer para melhorar.

— Acho que a gente aceitou demais o jogo. Deixamos o Cuiabá cômodo, controlar a partida, mesmo que não tenham criado grande coisa no primeiro tempo. Mas faltou a gente trabalhar um pouco mais, ter um calma com a bola e tentar ser protagonista. No segundo tempo tempo, o jogo ficou mais aberto e aí criou-se chances de ambas as partes — disse.

O comandante do Braga fechou a entrevista falando sobre como será ter a semana cheia para treinar e quais os benefícios que esse fato pode trazer.

— Vamos recuperar os jogadores em primeiro lugar, tentar ajustar algumas coisas. A gente tem que tomar cuidado porque depois dessa semana cheia, teremos uma sequência de jogos. Então, no adianta querer malhar os jogadores demais, porque no momento que a gente precisar estar com o tanque cheio, estaremos com as pernas um pouquinho pesadas. É ter equilíbrio, sabedoria e aproveitar ao máximos esses dias de trabalho — finalizou Barbieri.