Bengals se recuperam e vencem Jaguars no Thursday Night Football

Bem-vindo, outubro! E bem-vinda, semana 4 da NFL! Neste 30 de setembro, Jacksonville Jaguars e Cincinnati Bengals inauguraram a Week e protagonizaram o Thursday Night Football no Paul Brown Stadium, em Cincinnati. Sem muitas expectativas pelas equipes envolvidas, os holofotes todos estavam voltados ao primeiro encontro profissional dos quarterbacks Trevor Lawrence (Jaguars) e Joe Burrow (Bengals). E quem se deu melhor foi o segundanista que conduziu seu time para a vitória por 24 a 21.

Burrow, primeira escolha geral do Draft de 2020, e Lawrence, primeira escolha geral do Draft de 2021, já haviam se encontrado uma única vez pelo College Football, na final da temporada de 2019. Na ocasião, a LSU Tigers de Burrow venceu por 42 a 25 a Clemson Tigers de Lawrence. Hoje, o desfecho foi o mesmo, apesar do placar menos empolgante (Jaguars 21 – 24 Bengals), comparado aos festivais ofensivos do esporte universitário.

Apesar das expectativas nos quarterbacks, ambos passaram longe de serem os mais eletrizantes e decisivos no último Thursday Night Football. Os destaques, também ofensivos, vão para James Robinson (running back dos Jaguars), que teve 4.3 jardas por carregada e dois touchdowns terrestres, e C.J. Uzomah (tight end dos Bengals), com dois touchdowns e sendo a principal arma ofensiva de Joe Burrow no jogo, pois o calouro ofensivo da NFL em setembro, Ja’Marr Chase, foi pouco acionado, com apenas 6 recepções.

+ Confira os calouros ofensivo e defensivo do mês na NFL

O primeiro tempo começou com o time da casa apático e com pouca posse de bola: mais de 17 dos 30 minutos ela ficou sob posse de Trevor Lawrence e do Jacksonville Jaguars. O próprio quarterback e James Robinson correram para dois touchdowns e foram para o intervalo abrindo 14 a 0.

Porém, a postura do Cincinnati Bengals foi outra no segundo tempo, em especial no terceiro quarto, quando empatou o jogo em 14 a 14 (recepção de Uzomah e corrida de Joe Mixon) e Joe Burrow teve mais jardas somadas em dois drives (155) do que no primeiro tempo inteiro (95). No último quarto, os Jaguars até reassumiram a liderança com mais um touchdown terrestre de James Robinson: 21 a 14. Porém, o ataque dos Bengals empatou novamente, com mais uma recepção de Uzomah e, faltando quatro segundos para o fim do jogo, um field goal de Evan McPherson – que havia desperdiçado um chute enquanto ainda estava 0 a 0, mas se redimiu no último lance.

Siga o Esporte News Mundo no TwitterFacebook e Instagram.

Para os Jaguars (0-4), fica a sensação de que poderiam ao menos levar o jogo a prorrogação, pois um turnover on downs – que abriria 21 a 0 de vantagem – fez com que a história do jogo fosse totalmente outra a partir do terceiro quarto. Já os Bengals (3-1), que são líderes da AFC North até, pelo menos, sábado, vêm sendo coroados com a surpreendente campanha positiva e com o principal: a saúde e o nível técnico de seu quarterback recuperados.

Na próxima semana, ambos os times jogam no dia 10 de outubro, às 14h (horário de Brasília). O Cincinnati Bengals recebe o Green Bay Packers no Paul Brown Stadium, e o Jacksonville Jaguars recebe o rival de divisão Tennessee Titans no TIAA Bank Field.

Quer ficar por dentro de tudo dos esportes americanos? Siga o Podcast Timeout no Spotify!