Cardinals dominam os Rams e vencem o duelo divisional pela primeira vez desde 2017

Num dos duelos mais esperados deste domingo, 3, o Arizona Cardinals foi dominante durante todo o jogo e venceu o Los Angeles Rams por 37×20, no SoFi Stadium. Os dois times estavam invictos e a expectativa era de uma partida muito equilibrada, mas a estrelada defesa do time da Califórnia não conseguiu parar Kyler Murray e seus companheiros, e a defesa dos Cardinals dominou Matthew Stafford e seu ataque do início ao fim.  Vitória gigantesca para Kliff Kingsbury, que vinha sendo dominado por Sean McVay nos últimos anos.

As duas primeiras campanhas da partida até que foram positivas para os Rams, com passes de vinte jardas de Stafford para Van Jefferson e dezoito para Robert Woods. Na terceira para cinco, a defesa conseguiu evitar a conexão com o tight end Tyler Higbee e “forçou” o Field Goal de Matt Gay. Na tentativa inicial do ataque dos Cardinals, Kyler Murray foi sacado na tercaira descida, obrigando o punt.

Foi ai que tudo começou a dar errado para os comandados de Sean Mcvay. Logo após receber a bola de volta, Stafford tentou um passe longo para Desean Jackson e foi interceptado pelo cornerback Byron Murphy, um dos destaques dessa defesa nessa temporada. E não demorou muito para sair o primeiro Touchdown da partida. Uma campanha com grandes avanços de Chase Edmonds e Deandre Hopkins culminou num belíssimo passe de 41 jardas Murray para Aj Green, relembrando os melhores tempos do recebedor ainda em Cincinnati.

O time de Los Angeles conseguiu reagir em um primeiro momento, marcando o touchdown seguinte e se mantendo na frente do placar por um tempo. O wide receiver Van Jefferson, que tem se consolidando como uma peça importante desse ataque recebeu um bonito passe e deixou o jogo 10×7 para os Rams, mas logo depois os Cardinals chegaram novamente. Com o jogo terrestre funcionando, e Kyler Murray jogando muito mesmo fora de casa, o tight end Maxx Williams anotou o segundo TD de Arizona no jogo, deixando o jogo 14×10.

Na primeira jogada após o Touchdown, Sony Michel soltou a bola e o safety Budda Baker ficou com ela. A defesa de Arizona forçou mais um turnover e conseguiu capitalizar logo depois. Com destaque para um “Scramble” de Kyler Murray para converter uma terceira para dezesseis jardas, James Conner finalizou a campanha e deixou o jogo 21×10. Os Rams tiveram uma campanha de recuperação, que deixou o jogo em oito pontos de diferença depois do chute de Matt Gay. Porém, ainda antes do intervalo, Matt Prater chutou um FG de vinte e três jardas, depois de uma longa campanha que parou na linha de cinco da defesa de LA.

O jogo voltou para o segundo tempo com 24×13 para os Cardinals, e a bola com Kyler Murray e seus companheiros. Kyler conduziu sua equipe para mais um Field Goal convertido por Matt Prater, dessa vez de cinquenta e cinco jardas. Os Rams tentaram responder na mesma moeda, mas dessa vez Gay errou um chute de quarenta e seis jardas. Na campanha seguinte, a pontuação que acabou, definitivamente, com o jogo. Num dia muitíssimo inspirado de Kyler Murray e Kliff Kingsbury, o ataque dos Cardinals anotou mais um Touchdown com James Conner. O jogo estava 34×13 no final do terceiro quarto.

A partir daí foi só Arizona confirmar o resultado. A forma como a vitória aconteceu chama a atenção. A defesa dominou um dos melhores ataques da liga do início ao fim, tirando a tranquilidade de Matthew Stafford tanto com as pressões quanto nas coberturas do perímetro. O ataque fluiu muito bem, mesmo que Jalen Ramsey tenha conseguido marcar Deandre Hopkins muito bem por várias jogadas. A equipe de Arizona é muito completa na defesa e no ataque e, se Kyler Murray conseguir manter esse nível de jogo, a equipe vai dar muito trabalho ao longo do ano. 4-0 e contando.

Quanto aos Rams, não é hora de pânico. Por mais feio que tenha sido e por mais complicada que seja a NFC Oeste, o time segue sendo um dos melhores de toda a liga e vai brigar contra todo mundo na temporada. Agora os Cardinals visitam os 49ers, enquanto os Rams recebem os Seahawks no Thursday Night Football. A melhor divisão da NFL vai ter mais uma semana insana nos próximos dias.