Chapecoense se torna a pior mandante da história dos pontos corridos

Com o título da Série B em 2020, a Chapecoense voltou a divisão de elite cheia de expectativas para realizar uma boa campanha, porém com o fim do campeonato é claro que as expectativas não foram atingidas. Com vários erros de contratações e também erros dentro das quatro linhas, acabou resultando no rebaixamento da Chape com sete rodadas de antecendência. Junto com a pior campanha da história dos pontos corridos, o Verdão do Oeste se tornou o pior mandante da história da competição.

+ Pior campanha da história dos pontos corridos ‘é um peso enorme’ para Felipe Endres

Conhecida por ter a Arena Condá como um difícil lugar de roubar pontos da Chapecoense, a Chape amargou números horríveis dentro de casa: nenhum triunfo em 19 partidas, apenas seis pontos conquistados e um total de 10% de aproveitamento. Com esses números a campanha do América-RN de 2007 foi superada 15 anos depois.

A Chapecoense em casa

  • 0 vitórias
  • 6 empates
  • 13 derrotas
  • 13 gols marcados
  • 32 gols sofridos

Para saber tudo da Chapecoense, siga o Esporte News Mundo no TwitterInstagram e Facebook. E se inscreva no nosso YouTube.

Para se ter uma noção do quão ruim foi esse aproveitamento da Chapecoense veja os 10 piores mandantes da história dos pontos corridos:

As piores campanhas em casa

  • Chapecoense (2021): 6 pontos/ 0 vitórias/ 10,5% de aproveitamento
  • América-RN (2007): 9 pontos/ 2 vitórias/ 15,8% de aproveitamento
  • Naútico (2013): 12 pontos/ 3 vitórias/ 21,1% de aproveitamento
  • Avaí (2019): 12 pontos/ 1 vitória/ 21,1% de aproveitamento
  • Botafogo (2020): 14 pontos/ 3 vitórias/ 24,4% de aproveitamento
  • Vitória (2019): 14 pontos/ 3 vitórias/ 24,6% de aproveitamento
  • Atlético-GO (2019): 17 pontos/ 4 vitórias/ 29,8% de aproveitamento
  • Chapecoense (2019): 17 pontos/ 4 vitórias/ 29,8% de aproveitamento
  • Atlético-GO (2012): 18 pontos/ 5 vitórias/ 31,6% de aproveitamento
  • Coritiba (2020): 18 pontos/ 4 vitórias/ 31,6% de aproveitamento