Com futuro indefinido e em momento irregular em campo, Germán Cano completa 100 jogos com a camisa do Vasco

Ao entrar em campo na noite da última sexta-feira, contra o Remo, em São Januário, o atacante Germán Cano atingiu a importante marca de 100 jogos com a camisa do Vasco. Mas a partida certamente não foi como o jogador e a torcida gostariam de celebrar este número. O argentino teve mais uma atuação muito apagada, como foram as últimas, e não conseguiu contribuir muito no empate em 2 a 2. Mais um resultado ruim na campanha que vai marcar a permanência do clube na Série B.

Apesar de geralmente ser um dos poucos jogadores poupados nos recentes protestos da torcida, Cano não marca há seis partidas e, na derrota para o Guarani, no começo de novembro, o argentino ainda perdeu um pênalti no fim do jogo que poderia ter dado a vitória ao Cruz-Maltino, que ainda acabou derrotado com um gol logo depois da cobrança desperdiçada pelo atacante.

+ Após empate com o Remo, técnico interino do Vasco fala sobre clima em São Januário: ‘Uma tristeza sem tamanho’

+ Atuações ENM: Mal defensivamente, Vasco só empata com o Remo; veja as notas

A má fase, no entanto, já começa a gerar um burburinho e criticas um pouco mais leves do que as que outros jogadores recebem. De acordo com “GE”, na partida contra o Remo, uma grupo de torcedor tentou puxar um canto cobrando Germán Cano, mas logo foi abafado por um grupo maior que apoiava o atacante.

Cano, de fato, tem crédito com a torcida. Foi o principal jogador do clube nas duas últimas temporada. E, muitas vezes, protagonista absoluto, com coadjuvantes de pouco ou quase nenhum brilho. São 43 gols marcados em 100 jogos, sendo 19 na atual temporada.

Siga o Esporte News Mundo no TwitterInstagram e Facebook. 

Futuro incerto

Com contrato até o fim de 2021 com o Vasco, Germán Cano ainda tem sua situação indefinida no clube. Com mais uma Série B pela frente, a questão financeira no Gigante da Colina deve apertar na próxima temporada. Sem readequação salarial, a renovação pode ser suspensa. Em recente contato com o ENM, o empresário do Cano afirmou que só irá tratar sobre o assunto após o fim da Série B, que termina na próxima semana. Em meio a reformulação do Departamento de Futebol, o Vasco não pode perder tempo se quiser manter o argentino na Colina.