Cuias individuais ganham espaço no consumo de chimarrão ou tereré

Cuias individuais ganham espaço no consumo de chimarrão ou tereré
Cuia em cerâmica Ceraflame
Divulgação

O hábito de consumir erva-mate na forma de chimarrão ou tereré é bastante popular no Sul e Centro Oeste do Brasil.  Porém. a pandemia de coronavírus trouxe algumas mudanças para essa tradição tão arraigada. Já em 2020 foi percebido  um aquecimento do mercado, conforme apontam produtores de erva e indústrias do Paraná (maior produtor do país), por conta de as pessoas estarem mais em casa, com mais tempo para preparar a bebida do que nos escritórios. Além disso, os adeptos da bebida migraram para cuias individuais, uma vez que o compartilhamento não é indicado, por trazer riscos de contaminação de Covid-19.

Uma das boas opções de cuias no mercado é da fábrica catarinense Ceraflame. Totalmente em cerâmica, é a opção mais saudável para o consumo de mate.  A matéria prima é inorgânica, 100% atóxica, não libera metais pesados nos alimentos e tem superfície não porosa, o que evita a proliferação de bactérias na superfície da cuia – o  que é muito comum em materiais tradicionais, como o porongo. A cuia de cerâmica também é indicada para o mate gelado, por preservar mais a temperatura. Existe uma diferença de granulometria (formato) entre as ervas para chimarrão ou tereré, mas a composição é a mesma.

E o consumo de erva-mate ainda oferece muitos benefícios para a saúde. Confira:

  • Fonte de nutrientes, como vitaminas B1, B6, C, D, E e minerais como ferro, fósforo, potássio e manganês.
  • Tem antioxidantes que combatem os radicais livres, prevenindo o envelhecimento celular e doenças como câncer
  • Tem cafeína, com efeito termogênico, que contribui para acelerar o metabolismo,
  • É estimulante e ajuda a eliminar o cansaço físico e mental

Para ver opções de cuias de cerâmica, acesse o site www.ceraflame.com.br.