Daniel Paulista atinge o melhor desempenho de um treinador do Guarani nas últimas três temporadas

Contratado em maio, com a missão de substituir Allan Aal como técnico do Bugre, Daniel Paulista foi o responsável por comandar a equipe em toda a Série B do Campeonato Brasileiro de 2021. O aproveitamento total do ex-volante foi de 52,6%, com 60 pontos conquistados, registrando 16 vitórias, 12 empates e 10 derrotas, além de 54 gols marcados e 41 tentos sofridos.

Em meio à desconfiança por parte da torcida no começo do trabalho, o treinador teve participação direta na campanha da equipe na Série B, em que o Bugre brigou pelo acesso à elite do futebol brasileiro até a última rodada.

Leia mais: [block]8[/block]

Com o aproveitamento de 52,6%, Daniel Paulista teve um saldo positivo em relação aos outros profissionais que comandaram o alviverde campineiro, de 2019 para cá. São os casos de Felipe Conceição, que deixou o clube com 51,4% de aproveitamento, e Thiago Carpini, com 42,9%, que eram os melhores até então.

Entre eles, Paulista foi o único treinador que construiu uma campanha com regularidade do Guarani no período, sempre na parte de cima da tabela da segunda divisão. Conceição e Carpini, no entanto, realizaram trajetórias de recuperação do Bugre, com o intuito de evitar a queda da equipe para a Série C.

Leia mais: [block]9[/block]

Além dos técnicos já citados, completam a lista das últimas três temporadas à frente do Guarani: Osmar Loss (38,9%), Allan Aal (38,5%), Ricardo Catalá (33,3%), Roberto Fonseca (29,6%) e Vinícius Eutrópio (20,8%).

Com contrato renovado, válido até o final de 2022, Daniel Paulista e sua comissão retornam aos trabalhos em janeiro, para a pré-temporada, com o objetivo de preparar a equipe para o próximo ano.