De virada, Praia Clube bate o Sesc-Flamengo e se classifica para a final da Superliga

Sem Monique e Milka, que se lesionaram e desfalcaram o Sesc Flamengo, o time comandado por Bernardinho se despediu da Superliga feminina 21/22. Depois de vencer o primeiro jogo da série da semifinal por 3 sets a 0, as rubro-negras foram derrotadas em casa e o Praia Clube levou a partida desempate para Uberlândia. As donas da casa saíram atrás, mas se recuperaram e garantiram a vaga na final.

Ao contrário do que todos pensavam e esperavam, o Sesc Fla entrou em quadra muito agressivo e aos poucos abriu vantagem no set inicial. Com Maira brilhante no fundo de quadra, o clube carioca abriu o placar com a parcial de 25×18.

No segundo set, o Sesc se manteve superior, inclusive abriu uma ótima vantagem. Paulo Coco, técnico do Praia, colocou Tainara no lugar da Anne e conseguiu elevar o nível do jogo. O confronto se manteve bem igualado até a reta final do set, quando o Praia conseguiu sair de 20×20 para 23×20. Sem desistir, as visitantes buscaram o empate, mas Sabrina cometeu alguns erros no ataque e permitiu o empate no 26×24.

Os últimos dois sets foram um atropelo das praianas, principalmente o terceiro. Tainara e Brayelin Martinez brilharam no ataque, enquanto Carolana fechou a rede aurinegra. Além da grande melhora do Praia Clube, Maira, uma das principais peças do Sesc Flamengo, não se encontrou e foi substituída.

Agora, o Praia disputará o título da Superliga com o Minas, que derrotou o Bauru na semifinal. As partidas estão marcadas para os dias 22, 29 e 3/5, em Brasília.