Defesa dos Dolphins brilha e é destaque na vitória sobre os Ravens

Com uma grande noite de seu corpo defensivo, o Miami Dolphins (3-7) surpreendeu o Baltimore Ravens (6-3) e venceu por 22 a 10, na noite desta quinta-feira (11) no Hard Rock Stadium, em Miami. O jogo marcou o início da semana 10 da NFL e o começo da segunda metade da temporada regular 2021.

Mesmo precisando substituir o quarterback Jacob Brisset (11-23, 156 jardas e 0 TD) por Tua Tagovailoa (8-13, 158 jardas, 0 TD) no início do terceiro período, o time de Miami conseguiu a vitória, que começou a ser construída por um fumble forçado pelo cornerback Xavien Howard, que retornou o lance para touchdown, colocando os Dolphins na frente para não mais perder a liderança.

Os primeiros 30 minutos de partida, porém, foram de poucas emoções para os torcedores. As únicas pontuações marcadas pelos times foram através de Field Goals. Melhor para o kicker dos Dolphins, Jason Sanders, que acertou dois chutes de 31 e 22 jardas. Já o kicker dos Ravens, Justin Tucker, acertou um chute de 46 jardas e errou outro, de 48 jardas. Cena rara para aquele que é considerado um dos melhores chutadores da NFL nos últimos anos. A melhor jogada ofensiva da partida acabou sendo um passe de Brisset para Isaiah Ford, de 52 jardas, que acabou ajudando para a conversão do chute de Sanders. Com ataques pouco inspirados, restou ir para o intervalo sem nenhum touchdown anotado e o placar em 6 a 3 a favor de Miami.

Na volta do intervalo a defesa dos donos da casa seguiu firme, neutralizando o jogo do QB dos Ravens, Lamar Jackson (26-43, 238 jardas, 1 TD, 1 INT). Mas o ataque seguia sem pontuar. Para piorar, no começo do quarto, Jacob Brisset sofreu um sack e saiu machucado de campo. Tua Tagovailoa, que também estava poupado e começou no banco, teve que entrar em campo para comandar o ataque dos Dolphins. E com ele enfim o jogo ofensivo de Miami começou a aparecer.

Mas o terceiro período ainda terminou sem TD, com Sanders anotando mais um Field Goal no começo do quarto período, de 29 jardas, após uma boa campanha ofensiva de Tagovailoa. Uma campanha ofensiva de 63 jardas e um TD inusitado de um bloqueador dos Dolphins, que foi anulado pela arbitragem.

Quer ficar por dentro de tudo dos esportes americanos? Siga o Podcast Timeout no Spotify!

Então surge o lance que muda a partida. Os Ravens começaram campanha ofensiva e na sexta jogada Lamar Jackson completa o passe para Sammy Watkins. Mas o defensor de Miami, Xavien Howard, arranca a bola das mãos de Watkins e rouba a bola para retornar um TD de 49 jardas, para colocar os Dolphins em vantagem na partida. Na tentativa de conversão de dois pontos, entretanto, Miami não consegue marcar e o placar fica 15 a 3.

Pouco efetivo em campo, a equipe de Baltimore só consegue diminuir a vantagem faltando pouco mais de quatro minutos para o fim do jogo, com Jackson acertando um passe de 5 jardas para o tight end Mark Andrews diminuir a diferença. 15 a 10.

Ainda dava tempo para mais um TD do Dolphins na partida. Tua Tagovailoa orquestrou uma campanha de 10 jogadas e 75 jardas para no final, ele mesmo, marcar o TD numa corrida de uma jarda e deixar o placar em 22 a 10, com pouco mais de dois minutos para o fim da partida. Precisando de duas anotações para poder virar a partida, poucas chances restavam aos Ravens para vencer o jogo. E elas se encerraram faltando 47 segundos para o final. Lamar Jackson chegou a conduzir a campanha até a jarda 7 de ataque. Mas Lamar viu a sua tentativa de passe para o WR Rashod Bateman parar na mão do defensor dos Fins, Jason Coleman, que fez a interceptação do passe dentro da endzone e garantiu a vitória de Miami. Uma vitória com a assinatura de sua defesa.

Na semana 11 da NFL, o Miami Dolphins vai fazer visita ao NY Jets, em Nova York. Enquanto o Baltimore Ravens encaram o Chicago Bears, em Chicago. Ambos os jogos serão no próximo domingo (21).