Éder Militão se torna o sexto zagueiro mais valioso do mundo, diz site

Quando trocou o Porto pelo Real Madrid, na temporada 2019/20, o brasileiro Éder Militão já havia conseguido quebrar um recorde. Naquele momento, o jogador se tornava o defensor mais caro da história do clube merengue, superando nomes como Danilo e Pepe. Depois de passar por momentos difíceis no clube, Militão se firmou entre os titulares e conquistou uma boa valorização. De acordo com o site “Transfermarkt”, o brasileiro passou a ser o sexto mais valioso do mundo.

No período em que contratou o jogador junto ao Porto, o Real Madrid pagou aproximadamente 50 milhões de euros na negociação. Quantia bastante superior se comparada as de Danilo e Pepe, que custaram 30 milhões de euros aos cofres do clube merengue. Titular da equipe espanhola ao lado de Alaba e um dos pilares defensivos do Real Madrid, Militão valorizou em cerca de 10 milhões de euros desde que chegou ao futebol espanhol.

Siga o Esporte News Mundo no TwitterInstagram e Facebook

O levantamento apontado pelo “Transfermarkt” coloca o potruguês Rúben Días, do Manchester City, e o brasileiro Marquinhos, do Paris Saint-Germain, como os defensores mais caros da atualidade. Ambos são avaliados em 75 milhões de euros. Na sequência, com um valor de aproximadamente 65 milhões de euros, estão o holandês Matthijs de Ligt, da Juventus, o francês Raphael Varane, do Manchester United e o eslovaco Milan Skriniar, da Inter de Milão.

Logo na sequência já aparece o brasileiro Éder Militão, avaliado em cerca de 60 milhões de euros e dividindo a posição com com o francês Jules Koundé, do Sevilla, e o italiano Alessandro Bastoni, da Inter de Milão. O detalhe é que na lista do “Transfermarkt”, apenas Militão e Skriniar conseguiram uma valorização durante a primeira parte da temporada europeia.

Na atual temporada pelo Real Madrid, Éder Militão atuou em 24 partidas, todas como titular. O brasileiro ficou fora de apenas um jogo oficial do clube merengue até o momento, quando foi poupado pelo técnico Carlo Ancelotti do confronto contra o Granada, fora de casa, pela LaLiga. O bom desempenho do brasileiro ao lado de Alaba, fez o Real Madrid ter a melhor defesa da fase de grupos da Liga dos Campeões, com três gols sofridos, assim como o Bayern de Munique.