Eduardo Souza lamenta atuação ruim do Atlético-GO em derrota para o Sport; ‘Todos deixaram a desejar’

Eduardo Souza não poupou ninguém. Após a derrota por 2 a 0 do Atlético-GO para o Sport, na noite desse domingo (31), na Arena Pernambuco, o técnico interino do Dragão responsabilizou todos os jogadores e comissão técnica (incluindo ele próprio) pela atuação ruim e quebra de expectativa, em um momento que a equipe rubro-negra vinha de duas vitórias maiúsculas, contra Atlético-MG e Grêmio. Em entrevista coletiva, o treinador ressaltou que o momento ruim do Sport exigiu grande desempenho da equipe pernambucana.

+ Para saber tudo sobre o Atlético-GO, siga o Esporte News Mundo no TwitterInstagram e Facebook!

Não conseguimos ter a imposição que nós teríamos que ter, para suportar a pressão do Sport, que é normal para um time que está nesta situação que eles estão. Eles iriam fazer esse jogo mais brigado. E na hora que nós tivéssemos a bola, teríamos que ter mais tranquilidade, para usar o desespero deles. No segundo tempo contra o Bragantino não fizemos um bom jogo, e hoje também não. Temos que ser realistas, mas isso é normal dentro do campeonato. A expectativa gera uma frustração maior. Temos que ter sabedoria, descansar, ver os jogadores que vão ter condições de jogar contra o Flamengo, que é outro jogo difícil, e seguir. Tentar pontuar o mais rápido possível pra gente fazer a pontuação necessária para o nosso objetivo.

LEIA MAIS | Dá para sonhar? Veja as chances do Atlético-GO beliscar uma vaga na Libertadores

Eduardo Souza lamentou a perda das poucas oportunidades de gol do Dragão, que segundo o treinador, poderiam ter mudado a história do jogo. O comandante do time goiano ainda fez questão de salientar que não faltou vontade da equipe em buscar o resultado.

Não posso atribuir a derrota à falta de vontade. Esse grupo sabe o que quer., sabe das dificuldades… Acredito que o Sport se impôs, e nós tivemos dificuldades de sair dessa imposição em alguns momentos do jogo. Mas em um jogo onde você pode chegar ao oitavo lugar, que pode diminuir para cinco pontos a distância para o seu objetivo, não posso dizer que faltou vontade. Porque esse grupo é muito consciente e trabalhador. Eles estavam muito motivados e entendendo como seria a partida. O que aconteceu é que na hora que nós tivemos a oportunidade de abrir o placar, nós não fizemos. Faz parte. Temos que entender, melhorar e dentro do vestiário já foi falado isso; nós não fizemos um bom jogo. Todos deixaram a desejar.

O Atlético Goianiense volta a campo na próxima sexta-feira, às 21h30, para enfrentar o Flamengo, no Maracanã, em reposição de partida que havia sido adiada.