Em um jogaço, São Paulo vence Pinheiros e está classificado para a decisão do Paulista de basquete

Na noite desta segunda-feira (11), o São Paulo recebeu o Pinheiros pelo Jogo 2 da semifinal do Campeonato Paulista de Basquete. E após vencer o primeiro jogo, o Tricolor Paulista também vence o segundo por 87×81 e se garante na final; rival será o SESI Franca.

São Paulo venceu o primeiro jogo sem grandes dificuldades por 90×68 e chegou para o segundo jogo com o favoritismo. E com excelentes atuações de Bruno Caboclo com 22 pontos e Bennett com 18 pontos, sete rebotes e oito assistências, o São Paulo é finalista do Paulistão de basquete.

Siga o Esporte News Mundo no TwitterInstagram e Facebook.

PRIMEIRO TEMPO DE EQUÍLIBRIO

O tricolor paulista começou o jogo ligadíssimo e Tyrone aproveitou roubada de bola e inaugurou o placar da partida e quando os donos da casa fizeram 6×2, o técnico Pelosini não gostou nada do início de partida e pediu o primeiro tempo da partida. Pelo lado do Pinheiros, Lucas Cauê mantinha o time vivo no jogo. Enquanto o São Paulo esfriava na partida, os visitantes não conseguiam tomar a liderança do placar, até que o ala Marquinhos, ex-Flamengo, acordou para o jogo e deu segurança nas jogadas ofensivas, finalizando o primeiro quarto com a vitória parcial de 19×17.

No início do segundo período, o armador Coelho comandou o São Paulo nos dois lados da quadra e fez quatro pontos seguidos, porém, a equipe seguia dando vacilos e o técnico Cláudio Mortari solicitou pedido de tempo. Em seguida, as equipes melhoraram o aproveitamento nos arremessos de quadra e ficaram trocando cestas, e o São Paulo como tem um time tecnicamente melhor, aos poucos foi colocando uma boa vantagem e quando colocou oito de frente, mais uma vez o treinador Pelosini pediu tempo. Pouco adiantou, o Tricolor Paulista seguia trabalhando muito bem a bola no ataque e sempre encontrando um companheiro livre para arremessar tanto do perímetro, como no garrafão. O jogo foi para o intervalo com a vitória parcial de 47×39 para o São Paulo.

SEGUNDO TEMPO E O FAVORITISMO DO SÃO PAULO

Quem fez a primeira cesta da segunda etapa foi Bruno Caboclo, que estava bem discreto na partida, e colocou a vantagem em 10 pontos para o Tricolor Paulista. O Pinheiros começou a ensaiar uma reação anotando seis pontos consecutivos, cortando a vantagem para cinco pontos. Mas o Caboclo voltou ligado do intervalo, anotou bela bola de três pontos e em seguida deu um lindo toco em Monford. Os visitantes venceram o terceiro período por 20×18 e foram para o último quarto vivos na partida.

No último quarto, o Pinheiros começou com sangue nos olhos e sendo crucial em cada jogada ofensiva e após uma linda enterrada do pivô Dikembe, os visitantes cortaram a vantagem para um ponto pela primeira vez na partida. O São Paulo tentava cadenciar o jogo para conter o ímpeto ofensivo do adversário e sempre se mantendo na frente do placar, porém, não conseguia mais desgarrar no placar. Caboclo seguia imparável no segundo tempo e quando o jogo parecia se complicar para o Tricolor, o ala-pivô anotou cinco pontos rapidamente e garantiu a classificação para o São Paulo.