Felipe Melo mira terceiro título seguido da Libertadores no Fluminense: ‘Já comecei a sonhar’

Bicampeão da Copa Libertadores com o Palmeiras em 2020 e 2021, Felipe Melo chegou ao Fluminense com bastante otimismo. Em entrevista à FluTV, o volante espera levantar a taça pela terceira vez consecutiva, mas desta vez, vestindo as cores do Tricolor. De acordo com ele, já começou a “profetizar” a conquista.

– Eu sou bicampeão da América, me tornei o único campeão a levantar duas Libertadores em um ano só, e agora quero o terceiro. Eu uso três palavras que são de suma importância na minha vida: sonhar, profetizar e realizar. No ato em que fechei com o Fluminense, já comecei a sonhar realmente a conquistar esse título que é tão esperado pelos torcedores do Fluminense, e por mim também, não importa se já tenho dois. Então já comecei a sonhar, já comecei a profetizar: “Vai acontecer, vai acontecer”. E agora resta a mim e aos nossos companheiros ir a campo e realizar.

+ Abel Braga quebra silêncio sobre retorno ao Fluminense: ‘Nada oficial’

Com perfil de liderança, Felipe Melo tem em sua sala de troféus, além dos títulos da Libertadores, dois Campeonatos Brasileiros, duas Copas do Brasil, três estaduais e uma Copa das Confederações com a Seleção Brasileira, além de conquistas na Turquia pelo Galatasaray.

– Eu espero seguir nessa caminhada, nessa sequência de levantar troféus. Porque eu tenho ainda mais uma responsabilidade, que é poder honrar os meus pais, que são tricolores. Quero conquistar títulos aqui, como prometi para eles. Eu chego aqui para brigar por Campeonato Brasileiro, Campeonato Carioca, Copa do Brasil, Libertadores… Porque o Fluminense é gigante e todo clube gigante o mínimo que tem que fazer é brigar por esses títulos – afirmou.

Felipe Melo também comentou sobre o pedido de Fred, mostrou-se honrado em usar o número 52 na camisa e, ao lado de seu pai, relembrou histórias da infância, quando torcia pelo Tricolor.