Grêmio segue na busca por meia-armador; veja o histórico de jogadores tentados na posição

Há anos o Grêmio procura por um meia-armador, um organizador, um camisa 10 de ofício para ser o coordenador do seu ataque. Desde a saída de Douglas, vulgo Maestro Pifador, o tricolor sentiu-se carente por um jogador com precisão nos passes e inteligência criativa para deixar os atacantes na cara do gol.

O guri da base, Jean Pyerre, foi tentado na posição. Ele teve um bom começo no Grêmio e boas atuações, com gols de falta e passes açucarados, mas caiu muito de produção depois de uma lesão e nunca voltou a jogar como fez em seu auge, mesmo sendo jovem (23 anos).

Renato Gaúcho trouxe dois nomes do Cruzeiro para a posição: Robinho e Thiago Neves. Amigos pessoais do treinador, eles não deram certo no Grêmio. Thiago Neves estava em mau momento, perdia todas as oportunidades. Já Robinho, que sempre jogara pelas laterais do campo, não conseguiu jogar no estilo gremista e perdeu até pênalti quando teve chance. Alisson jogou centralizado quando o time precisou de criador.

Para saber tudo sobre o Grêmio, siga o Esporte News Mundo no Twitter, Instagram e Facebook.

César Pinares foi uma contratação internacional do Grêmio que deu errado na posição. O chileno nunca fora criador, sempre jogara de segundo-atacante ou meia pelas laterais, mas foi colocado centralizado no meio de campo gremista e, apesar de ter feito alguns gols, rendeu pouco como armador da equipe.

Isaque e Pedro Lucas foram alguns jogadores da base do Grêmio testados na posição. Isaque foi antes, e demonstrou ser mais acostumado com as posições de centroavante e segundo-atacante. Pedro Lucas é uma joia da base e teve poucas oportunidades nas últimas temporadas, mas pode surpreender em 2022.

Até mesmo Douglas Costa, um ponta, foi tentado na posição. O atleta acostumado a jogar na Europa também não conseguiu desempenhar a função de armador. Por fim, o jovem atleta colombiano, Jaminton Campaz, foi contratado para ajudar o Grêmio nesta tarefa. Entretanto, o jogador se mostrou mais atacante do que meia. O Imortal segue com sua busca por um criador de jogadas, o nome da vez é Benítez, meio-campo argentino e ex-São Paulo FC.