Guardiola sobre vantagem na Premier League: ‘Ninguém é campeão em dezembro’

A vitória por 1 a 0 sobre o Brentford, fora de casa, na última quarta-feira (29), fez o Manchester City abrir uma distância ainda maior na liderança da Premier League. Com uma sequência de dez vitórias seguidas na competição nacional, o time chegou a 50 pontos, abrindo oito de vantagem para o Chelsea, que está em segundo. O técnico Pep Guardiola avaliou o feito já alcançado por sua equipe, mas lembrou que nada está decidido.

— Não esperava estar já com esta distância neste momento do campeonato, apesar do Liverpool ter um jogo a menos. Nada está garantido, ainda faltam 54 pontos para disputar. Ninguém é campeão em dezembro e com certeza nós vamos perder jogos também. Olhando para o calendário próximo, vejo um jogo, em Londres, com o Arsenal. Ainda temos desafios contra o Chelsea e o Southampton. Não é uma sequência fácil — avaliou Guardiola.

Siga o Esporte News Mundo no TwitterInstagram e Facebook

Embora a segunda colocação de momento seja do Chelsea, o Liverpool, que está em terceiro, tem um jogo a menos. Devido aos casos de Covid-19, a partida diante do Leeds United, que seria no último dia 26 de dezembro, acabou tendo que ser adiado. Se o “Reds” vencerem o compromisso, que será em Anfield, retomam a segunda colocação e ficam com seis pontos a menos do que o Manchester City.

Ainda assim a vantagem conseguida pela equipe de Pep Guardiola é grande, principalmente levando em consideração o equilíbrio de forças entre as equipes. O Manchester City ainda pode abrir uma vantagem maior logo no primeiro dia do ano, quando vai visitar o Arsenal. Se atingir o resultado positivo, a equipe terá 11 pontos a mais do que o segundo colocado Chelsea. Além disso, o City ainda terá a certeza de que Liverpool ou Chelsea não vão conseguir os três pontos, já que se enfrentam na próxima rodada.

A última derrota do Manchester City na Premier League aconteceu no dia 30 de outubro, quando a equipe foi surpreendida pelo Crystal Palace, atuando em casa. O resultado de 2 a 0 foi construído com um gol de Zaha, logo no começo da partida, e outro de Gallagher, no final do jogo. O zagueiro Laporte, do City, ainda foi expulso, deixando a equipe com um a menos e sem forças para reagir.