Guto: “O Bahia saiu do Z-4, isso era o mais importante”

No último sábado, o Bahia foi à Minas Gerais enfrentar o América-MG, em duelo que valia pela 27ª rodada do Brasileirão. Com um jogo muito equilibrado, tanto o Esquadrão de Aço, quanto o Coelho esbarraram nas boas atuações dos goleiros. Por isso o placar se manteve no 0 a 0.

Após o duelo, ambas equipes se movimentaram na tabela do campeonato. Por um lado, o América-MG ganhou uma posição e chegou à 11ª colocação com seus 32 pontos. Já o Bahia, pode dormir por hora aliviado, já que saiu do Z-4, chegou aos 28 pontos na 15ª posição, ultrapassando: Santos e Juventude.

Coletiva de Guto Ferreira: Técnico do Bahia

Ao final do jogo, Guto concedeu sua coletiva pós-jogo. Em geral, as perguntas estavam no foco da intensidade, ou a falta dela diante do América-MG, sobre essa questão, o técnico deu a seguinte declaração:

“Nós tivemos, uma ou duas bolas muito claras. E na minha concepção, a palavra não é efetividade ou intensidade, mas sim felicidade. Por muito pouco não saímos com os 3 pontos, por conta de uma defesa incrível do Cavichioli.”

Outro ponto abordado, foi o fato da equipe não tomar gol há 3 jogos consecutivos, e Guto Ferreira falou um pouco sobre esse momento do Bahia:

“Eu acho que o caminho é esse. Mas o que me deixa feliz não é apenas não levar gol, porque tem vezes que isso acontece por motivos de colocar os 11 de linha na entrada da área.

A história desse jogo não foi essa, o Bahia agrediu muito o América-MG e teve próximo de abrir o placar, da mesma forma que o América também teve. Isso mostrou que foi uma partida bem jogada, com chances claras para os dois lados. Foi um jogo bem brigado e estou gostando do trabalho time durante os 90 minutos.”