Iluminação pública inteligente garante economia de até 30% na capital do Paraná

Iluminação pública inteligente garante economia de até 30% na capital do Paraná

Uma boa iluminação pública é garantia de segurança e, também, de mobilidade. Além disso, pontos de luz planejados ajudam na construção do DNA do local e valorizam patrimônios, residências e pontos comerciais.

Em Curitiba, as mais de 160 mil luminárias da cidade – a capital está bem adiantada em relação à troca das lâmpadas antigas pela iluminação de LED – são gerenciadas pela Exati, empresa fundada em 2013 pelos sócios Denis Weis Naressi e André Luiz Seleme Mariano. A marca é líder no fornecimento de software para gestão de contratos de iluminação pública e vem atuando também nas verticais de limpeza urbana, coleta de resíduos, arborização viária, além de gestão de ativos em indústrias e aeroportos. A plataforma tem características que permitem gerenciar quaisquer tipos de ativos e otimizar operações de manutenção e execução de obras devido à sua capacidade de lidar com um grande volume de informações.

Garantir que tudo fique às claras não é tarefa fácil, garante Denis. “O gerenciamento da iluminação pública é um grande desafio, justamente pelo volume de informações. Estes ativos [as luminárias] geram manutenção constante, sendo atendidos por dezenas de equipes de campo”, conta. Além disso, foi preciso começar do zero, abortar a burocracia e eliminar hábitos antigos – frutos dos formatos anteriores de gestão –, o que tornou o desafio ainda maior. “Mudar o paradigma é sempre um desafio, mas fomos muito bem recebidos pelo departamento de obras [da Prefeitura], que teve muita vontade em gerar esta mudança. Em alguns meses, acabamos com o papel. As equipes terceirizadas passaram a utilizar os smartphones, e os gestores do município passaram a ter um controle fiscalizatório muito grande. A partir deste momento, as solicitações em aberto despencaram”.

A plataforma utilizada pela Exati controla a demanda de materiais, roteiriza as equipes para atendimento otimizado, gerencia a conta de energia e, também, conta com a ajuda da população. Em Curitiba, basta ligar para o 156, que uma central de atendimento fará o registro no sistema da Exati. “Também, a população pode utilizar o aplicativo Central 156, que não é nosso, mas se integra à nossa plataforma”, pontua o CEO. Em outras cidades que a empresa atua, ela disponibiliza aplicativo próprio, chamado Cidade Iluminada.

Outro diferencial da marca é o cadastramento georreferenciado das luminárias. Esse processo é apontado pela empresa como um dos principais pontos de controle de gestão da iluminação, pois permite planejar com mais facilidade obras de modernização ou ampliação; gerar relatórios sobre quantas lâmpadas possui no parque de iluminação pública; bem como fazer estimativa da conta de energia para comparação com a fatura gerada pela concessionária.

O resultado de toda essa engenharia se traduz em poupança. “Somado, geramos uma economia que pode chegar a 30% dependendo da operação”, aponta Denis. Esse valor é aplicado em todo o processo e acaba gerando economia para os cofres da Prefeitura e melhoria na qualidade dos serviços prestados pelas contratadas.

 
Além disso, o gerenciamento acelera o trabalho: a lâmpada estragada na rua de um morador de Curitiba, assim que informada ou mapeada pela empresa, será trocada em no máximo 48 horas.

“A Exati é uma referência para todo o Estado do Paraná e para o País. A solução está espalhada por 400 cidades brasileiras e o time ambiciona alcançar muito mais que isso. Sabemos que a simples troca de lâmpadas é algo ultrapassado. O método precisa ser inovador, tecnológico e mais do que nunca, ser sinônimo de segurança e inclusão para todas as pessoas. Para nós como entidade, ter a Exati como associada é uma honra”, comenta o presidente da Associação das Empresas Brasileiras de Tecnologia da Informação no Paraná (Assespro-PR), Lucas Ribeiro.

A Exati presta serviços à Prefeitura de Curitiba como terceirizada há seis anos. A empresa atua também em quase 400 cidades, incluindo outras nove capitais, como Brasília, Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Salvador. Buscando certificações ISO importantes para o atendimento do setor de infraestrutura, o time também está com uma iniciativa de internacionalização para a Europa e a América Latina, com potenciais de mercado. Enquanto isso, a plataforma passa por inovações e melhorias para que seja ainda mais flexível e escalável. A meta é tão clara quanto é a luz: deixar as operações dos clientes cada vez mais automatizadas.