Jogador agride árbitro com chute na cabeça em jogo da segunda divisão do Campeonato Gaúcho

Na noite desta segunda-feira (04) um fato impressionante ocorreu na segunda divisão do Campeonato Gaúcho. Aos 16 minutos da partida entre Guarani de Venâncio Aires e São Paulo de Rio Grande, um jogador do time visitante agrediu o árbitro Rodrigo Crivellaro, que estava caído no gramado, com um chute na cabeça.

Como pode ser visto nas imagens abaixo, o jogador William Ribeiro desfere um chute na nuca do árbitro, que já estava no chão. Atingido, o juiz caiu desacordado no gramado e os outros atletas rapidamente solicitaram a entrada da ambulância. Levado ao hospital, Rodrigo Crivellaro ainda não teve o resultado de exame levado a público, mas passa bem de acordo com o perfil dos clubes envolvidos.

Por conta do ocorrido, e visando a segurança do árbitro que foi levado ao hospital, o jogo foi paralisado e adiado. Ainda não há novas informações quanto a remarcação do duelo, mas tanto Guarani quanto São Paulo afirmaram que, o mais importante agora, é a saúde do árbitro.

Para saber tudo sobre o Campeonato Gaúcho, siga o Esporte News Mundo no TwitterFacebook e Instagram.

Diante do fato na segunda divisão do Campeonato Gaúcho, a FGF (Federação Gaúcha de Futebol), prometeu averiguar as ações possíveis junto ao Tribunal de Justiça Desportiva. Além disso, desejou pronta recuperação ao árbitro Rodrigo Crivellaro, agredido por William Ribeiro.

William Ribeiro foi levado no carro da Policia Militar para a delegacia mais próxima do estádio. O jogador prestará depoimento pela agressão desferida no árbitro Rodrigo Crivellaro. De acordo com o repórter Jairo Winck, a assessoria de imprensa do São Paulo de Rio Grande informou que o atleta será encaminho para o hospital para exames e, posteriormente, já levado para a penitenciária por tentativa de homicídio.

O São Paulo de Rio Grande já divulgou uma nota oficial pedindo desculpas pelo ocorrido, ainda mais no dia do aniversário do clube. O contrato de William Ribeiro foi rescindido e o clube do interior gaúcho prometeu tomar as medidas legais cabíveis contra o atleta.