Luxemburgo dispara contra arbitragem de Cruzeiro x Botafogo: ‘A maneira como ele me botou para fora foi bem encomendada’

Em entrevista após o empate diante do Botafogo, Vanderlei Luxemburgo, técnico do Cruzeiro, disparou contra a arbitragem e falou sobre a estreia como profissional do atacante Vitor Roque.

ARBITRAGEM 

-Eu tomei o terceiro cartão porque eu estava reclamando da morosidade do time do Botafogo, em bater o lateral, em cair no chão. No primeiro tempo eles caíram no chão diversas vezes e eles (arbitragem) deram 5 minutos. Quando tomei o terceiro cartão amarelo, eu tomei um susto. Sabe por que eu tomei o terceiro amarelo? Porque ele sabia que eu estava pendurado e ficaria fora do próximo jogo. Também deu para o Adriano e Giovanni que tinham dois cartões amarelos.

O treinador ainda mandou um recado para Leonardo Gaciba, presidente da comissão de arbitragem da CBF:

-É muito complicado, Gaciba! Eu quero acreditar que não tenha nada, mas a atuação dele aqui (árbitro), e a maneira como ele me botou para fora, ela foi bem encomendada.

Veja também: Atuações: Rômulo vai bem, Fábio é seguro, Roque estreia e Cruzeiro empata com o Botafogo

VITOR ROQUE

Na partida, o atacante Vitor Roque estreou como profissional do Cruzeiro. O jovem de apenas 16 anos, entrou no início da etapa final e foi substituído após 18 minutos em campo. Perguntado sobre a situação, Luxemburgo frisou a ansiedade apresentada pelo garoto:

-Cara, eu não sou maluco. Se eu tirei, algum motivo teve, né? O menino cansou! É aquela coisa de estrear, o nervosismo, a adrenalina. Deu pique pra cá, deu pique pra lá. Ele tem 16 anos cara. Ele nem esperava que ia entrar, mas eu coloquei por ser um jogador artilheiro, que parte para dentro. Eu acho que o Cruzeiro ganhou mais um jogador. Vai ter tempo pra maturar, amadurecer e ganhar o seu espaço.