Marquinhos Santos atribui vitória do América-MG a torcida: ‘Fez a diferença’

Marquinhos Santos possui dois jogos no América-MG e duas vitórias. O treinador assumiu o comando após saída forçada de Vagner Mancini e correspondeu rapidamente. Em sua entrevista coletiva após o triunfo contra o Fortaleza ele caiu de amores a torcida do Coelho, que esteve presente no Independência.

+Atuações ENM: Com banco decidindo, América-MG vence o Fortaleza em casa

Para ele, essa sinergia entre arquibancada e grupo de jogadores gerou o segundo gol, marcado por Felipe Azevedo pouco antes do final do jogo. Além disso ele também comentou sobre a situação do América-MG na tabela. O time ocupa neste momento a nona colocação no Brasileiro, posição que permite o sonho com competições internacionais.

Porém ele foi taxativo. O foco é fazer a pontuação que salva a equipe, para depois pensar em “algo mais” no torneio.

Leia a entrevista de Marquinhos Santos:

+América-MG encara o Fortaleza pensando em manter boa fase no Brasileiro

QUAL FOI O DIFERENCIAL PRO AMÉRICA BUSCAR A VITÓRIA?

– Primeiro agradecer ao torcedor americano que esteve presente. Apoiaram do primeiro ao último minuto. Eu creio que essa postura da torcida. Essa sinergia fez a diferença. E também a força do grupo, é um grupo de guerreiros, como eu disse na entrevista passada. É um grupo que sabe onde está, sabe onde quer e pode chegar. Um clube extremamente organizado. A sinergia faz com que mesmo estando aqui há 13 dias me sinta como se estivesse há 6 meses. Comandados e direcionados muito pelo Salum.

JÁ SE PODE PENSAR EM COMPETIÇÕES INTERNACIONAIS?

– Não, o objetivo continua o mesmo. Com muita humildade e com muito pés no chão. É um fato histórico. Tem um caminho a ser percorrido pela permanência, é um campeonato difícil. Nós temos aí 27 pontos a serem jogados. São muitos pontos para que já se posse decretar uma permanência e buscar algo a mais. Nós temos que sacramentar os 44 pontos. Aí não tenho duvido que aí sim estaremos a frente para buscar algo a mais.

+Em jogo animado, América-MG bate Fortaleza no Independência

COMO VAI SER OS PRÓXIMOS DIAS ANTES DO DUELO CONTRA O GALO?

– Comemorar essa vitória antes de mais nada. No futebol se valoriza muito mais a derrota do que se comemora a vitória. É muito difícil vencer no futebol, e a nossa equipe tem mostrado entrega, dedicação e empenho e muito profissionalismo. Então é fazer uma semana boa, num nível de concentração alto, que vive um momento extraordinário. Mas acredito que estaremos brigando pela liderança do returno. Tem tudo para ser um grande jogo. Clássico é um jogo difícil que se decide nos detalhes. Mentalmente nós temos que estar preparados. – finalizou Marquinhos Santos