Membros de organizada do Joinville são presos por tentativa de homicídios contra outro torcedores

Nessa quinta-feira (24), a Polícia Civil de Joinville cumpriu um mandado de busca e apreensão e prendeu um total de nove torcedores da organizada União Tricolor, do Joinville, por tentativa de homicídio. As apreensões fazem parte da investigação que apura a agressão a um grupo de torcedores de Paysandu e Remo dentro de um bar da cidade no dia 20 de fevereiro desse ano.

+ Laís Melo comemora vitória do Avaí no Brasileirão e projeta disputa pela classificação

Nesse episódio, um torcedor do Papão foi atingido com uma barra de alumínio, socos e chutes e ficou em estado grave. Segundo a polícia, a emboscada contou com um total 30 integrantes da organizada do Joinville, e mulheres e crianças também foram vítimas da ação.

Imagem mostra taco de baseball usado na confusão em Joinville — Foto: Reprodução
Sujeito com um taco de baseball nesse episódio de violência – Foto: Reprodução

Além dos mandados de prisão preventiva, também foram cumpridos mandados de busca e apreensão em outros locais, incluindo a sede da organizada União Tricolor em Joinville, para a busca de provas materiais do crime.

Para saber tudo do Avaí, siga o Esporte News Mundo no TwitterInstagram e Facebook. E se inscreva no nosso YouTube

História do caso

Segundo a Polívia Civil, que estuda o episódio de violência, os vândalos invadiram um bar onde torcedores de Paysandu e Remo estavam acompanhando ao clássico do Campeonato Paraense. Os membros da organizada os obrigaram a tirar as camisetas afirmando que se não cooperassem seriam mortos. Eles estavam equipados com tacos de beisebol, pedaços de madeira e barras de ferro.

O casal dono do bar e um dos clientes foram agredidos. Este ficou gravemente ferido e ainda está internado em tratamento intensivo.

Câmeras de segurança flagraram os agressores se reunindo em um mercado, ponto de encontro combinado, e se dirigindo até o bar onde ocorreu a tentativa de homicídio, inclusive perseguindo outros torcedores.

Tempo depois do acontecimento, foi publicado um vídeo onde mostra membros da União Tricolor, torcida organizada do Joinville, em frente a um mercado cercando uma pessoa com camisa do Paysandu, aproximadamente vinte minutos antes do ataque. Um dos seguranças do estabelecimento conseguiu conter a confusão, e o torcedor paraense entrou novamente no local.