Minnesota Vikings vence o Los Angeles Chargers fora de casa e segue na briga pelos Playoffs

Num jogo fundamental para as pretensões do Minnesota Vikings de chegar na pós-temporada, a equipe conseguiu segurar o Los Angeles Chargers, em pleno SoFi Stadium, e garantiu a vitória por 27×20 no fim. A defesa dos visitantes teve uma boa atuação, e o ataque liderado por Kirk Cousins e Dalvin Cook produziu o suficiente para vencer o jogo.

As defesas começaram muito bem a partida, segurando os ataques adversários na primeira campanha e forçando os Punts, um para cada lado. Na sequência, quando parecia que o ataque dos Vikings ia engrenar, a posse terminou com um fumble forçado por Joey Bosa em Kirk Cousins.

SIGA O ESPORTE NEWS MUNDO NO TWITTERINSTAGRAM E FACEBOOK. E NÃO SE ESQUEÇA DE SE INSCREVER NO NOSSO CANAL NO YOUTUBE!

Depois de mais um Punt dos Chargers, que não conseguiu tirar vantagem do turnover, começou a sequência de Field Goals. O primeiro foi chutado por Greg Joseph, de Minnesota, para quarenta e seis jardas. Após um bom drive que começou na linha de quinze jardas e, após a falta, sete jardas do campo defensivo, Cousins conduziu uma boa campanha e posicionou o Kicker para tirar o zero do placar. Logo na campanha seguinte, o empate veio num chute de Dustin Hopkins. Ainda sem muito brilho e contando com duas faltas da defesa, Justin Herbert também conduziu seu ataque, avançou pelo campo e deixou o Kicker em boa situação para mais um FG de quarenta e seis jardas.

O terceiro Field Goal seguido do jogo veio depois de um ótimo drive da equipe visitante, o melhor da partida até então. O ataque até contou com duas faltas defensivas, mas Kirk Cousins encontrou seu Wide Receiver preferido no jogo de hoje, Justin Jefferson, para um ganho de vinte e uma jardas, além do jogo terrestre que finalmente engatava com Cook. Num play action na beira da End Zone, Kirk encontrou o FB CJ Ham, mas a arbitragem marcou falta da linha ofensivo e anulou o Touchdown. Na sequência, Cousins não conseguiu conectar o passe com o TE Tyler Conklin, e Greg Joseph voltou ao campo para anotar mais um FG e deixar os Vikings na frente do placar novamente.

Justin Herbert voltou ao campo, mas logo devolveu a bola para o time visitante. Tentando encontrar Keenan Allen no meio de campo, o QB errou o passe e acabou interceptado pelo ótimo LB Eric Kendricks, que ainda ganhou boas jardas e deixou o ataque em ótima posição para anotar o primeiro TD do jogo. E não deu outra, passe de Cousins para Conklin e 13×3 no placar para os Vikings.

O jovem quarterback dos Chargers se recuperou muito bem da interceptação, mostrando cada vez mais sua maturidade. Logo na campanha seguinte ao turnover, Herbert colocou a bola embaixo do braço, conduziu muito bem o ataque e entregou a bola para o calouro Larry Rountree entrar na End Zone para anotar o primeiro TD da equipe, e deixar o jogo 13×10 na última pontuação do primeiro tempo.

Na volta do intervalo, mais um TD da equipe da casa. Herbert passou para Ekeler anotar os pontos da virada para a equipe de LA. O jogo era muito disputado e brigado, mas em alta qualidade. Minnesota até deu mais um punt antes de começar a vencer o jogo com seu ataque. Depois dos dois últimos TDs terem sido dos Chargers, os Vikings devolveram na mesma moeda e anotaram dois seguidos. O primeiro veio em mais um passe para Conklin, que se tornou uma peça bem confiável nesse ataque na ausência de Irv Smith, que se machucou antes da temporada e só volta ano que vem. O segundo veio com Dalvin Cook, seu único na partida. Depois de mais um bom drive liderado por Cousins, Cook confirmou na linha de uma jarda, deixando o jogo 27×17 para a equipe visitante já no último quarto.

Os Chargers até conseguiram marcar mais um Field Goal, que deixou o jogo em uma posse(27×20) mas o ataque de Minnesota conseguiu avançar no campo para dinamitar o relógio e Justin Herbert nunca mais recebeu a bola.

Vitória importantíssima para os Vikings, que mesmo ainda muito distante de Green Bay pelo título da divisão(NFC Norte), deve brigar até o final por uma vaga no Wild Card. Os Chargers seguem vivos tanto na AFC Oeste como podem entrar por Wild Card, mas o time precisa ser um pouco mais consistente semanalmente.