Náutico vira sobre o Operário e reage na Série B após cinco derrotas seguidas

Na noite desta sexta-feira (01), Operário e Náutico abriram a 28ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B. O jogo, que ocorreu no estádio Germano Krüger, foi entre duas equipes em situações semelhantes na classificação. No meio da tabela, Fantasma e Timbu fizeram um duelo equilibrado, que terminou em vitória dos visitantes, de virada, por 2 a 1. Vinicius, de pênalti, e Caio Dantas marcaram para os pernambucanos, enquanto Djalma Silva, de falta, anotou o dos paranaenses.

O Náutico, com a vitória, reage na tabela de classificação. Após cinco derrotas consecutivas, o Timbu conquista os três pontos e volta a sonhar com um possível acesso para a Série A. O time de Recife está apenas oito pontos atrás do Avaí, primeira equipe dentro do G-4. Na próxima rodada, a equipe pernambucana tentará novo triunfo diante do Goiás, nos Aflitos, na terça-feira (05).

Com a derrota, o Operário volta a se preocupar com a zona de rebaixamento. O fantasma permaneceu na 12ª posição, sete pontos na frente do Londrina, equipe que abre o Z-4. Agora, o time paranaense visita o lanterna Brasil de Pelotas, na quarta-feira (06).

Para saber tudo sobre o Campeonato Brasileiro Série B, siga o Esporte News Mundo no TwitterFacebook e Instagram.

Primeiro Tempo de gol do Operário

No meio da tabela, Operário e Náutico começaram a partida de forma estudada, mas foi o Fantasma que arriscava mais. Mandante, o time paranaense conseguiu duas boas chances logo aos 13 minutos. Depois de rebote do goleiro Anderson, após chute forte de Djalma Silva, a bola sobrou para Alex Silva, que mandou uma bom na trave. A resposta do Timbu veio na sequência, quando Vinicius ganhou de cabeça e obrigou Thiago Braga a fazer boa defesa. Até que, aos 25 minutos, Djalma Silva cobrou falta de muito longe, a bola desviou e entrou no ângulo, abrindo o placar para o Operário. Já nos acréscimos, o time da casa quase ampliou, mas Alan mandou para fora de dentro da pequena área.

Segundo Tempo de virada

Confiante por estar na frente do placar, o Operário voltou do intervalo mantendo o ritmo ofensivo. Aos oito minutos, Alan aproveitou sobra e arriscou da entrada da área, acertando o travessão. Atrás do placar, e precisando se recuperar na tabela, o Náutico avançou o time depois da metade do segundo tempo. A partir daí, o jogo ganhou velocidade. Marciel teve boa oportunidade de empatar, mas foi parado na hora da finalização. Até que, aos 35, Alex Silva errou recuo e Thiago Braga precisou cometer penalidade em Murillo, para tentar evitar o gol. No entanto, o movimento do goleiro foi em vão, já que, na cobrança, Vinicius igualou para o Timbu. Animado pelo empate, a virada veio dois minutos depois. Em cruzamento rasteiro de Júnior Tavares, Caio Dantas só empurrou para as redes. Vitória importante de virada do Náutico.

Queda assustadora

Na origem do pênalti para o Náutico, um outro fato chamou a atenção. Tentando cortar, o zagueiro Rodrigo Filemon, do Operário, deixou o braço para trás e caiu sobre ele com todo o peso do corpo. Por conta da movimentação corporal, o membro direito do jogador acabou quebrando, e o defensor precisou ser imobilizado e levado de ambulância para realização de exames e possível cirurgia.