“O importante foi ter intensidade”, diz Mancini em coletiva após vitória do Grêmio

O Grêmio venceu o Juventude pelo placar de 3 a 2, na Arena com apoio da torcida. O jogo foi disputado, pois o tricolor teve o comando das ações no primeiro tempo, mas perdeu intensidade na segunda etapa e sofreu gols, e foi sobre manter a intensidade no restante da temporada que Mancini falou na entrevista coletiva pós-jogo:

— É possível, sim. O Grêmio vem de uma sequência de jogos, assim como as outras equipes do brasileiro, e talvez hoje a gente não tenha conseguido manter essa intensidade para o segundo tempo, natural pela ansiedade, por uma série de coisas já citadas aqui. É óbvio que o torcedor ele jogou junto com o time hoje, ele também foi determinante para construir o resultado.

Para saber tudo sobre o Grêmio, siga o Esporte News Mundo no Twitter, Instagram e Facebook.

O técnico, Vagner Mancini, falou também sobre as características de seu time, suas escolhas de jogadores, as informações recebidas e como implementar seu estilo de jogo com pouco tempo de trabalho no Grêmio:

— O mais importante foi exatamente a gente ter muita intensidade. Desde que eu cheguei à Porto Alegre, eu vivenciei muita coisa e nós tivemos que, de repente, filtrar aquilo que seria importante de muitas informações para que a gente tivesse realmente um time disposto em campo com a intensidade que foram esses dois últimos dias.

Por fim, Mancini comentou sobre a conversa realizada no vestiário e falou sobre suas escolhas por jogadores que estavam um pouco isolados no Grêmio, como a volta de Paulo Miranda e Jean Pyerre como armador titular:    

— Nós tivemos uma conversa na sexta-feira das 8 às 11:30 da noite com toda a comissão com Marcelo e com o Diego também. Ela foi fundamental porque era importante naquele momento a gente saber estava toda a pressão, e quais os atletas que vinham jogando. Analisamos cada um é individualmente para que eu tomasse a decisão, e a decisão, é óbvio, que ela talvez não contemple a maioria dos torcedores, da imprensa, porque muita gente deve ter pensado; por que fulano? porque também é da intuição do treinador é óbvio — concluiu Mancini.