Organizada protesta e cobra Zé Ricardo em embarque do Vasco para Chapecó

Após um começo de Série B ruim, o Vasco já viu a pressão aumentar antes mesmo da terceira rodada da competição. Nesta quinta-feira, torcedores de um organizada do clube protestaram no embarque da delegação para Chapecó, onde o time enfrenta a Chapecoense na próxima sexta-feira, às 21h30, na Arena Condá. O técnico Zé Ricardo, o gerente de futebol Carlos Brazil e o capitão Nenê foram os mais cobrados pelos torcedores.

– Zé Ricardo, o senhor está aqui para escutar. Independentemente de qualquer resultado, não gostamos do seu trabalho. Não sei se tem panela. O senhor não está tendo atitude e cobrança. É você que escala? – cobrou um torcedor.

+ Chapecoense x Vasco: prováveis escalações, desfalques, onde assistir e palpites

+ Carlos Palacios ainda não deve estrear pelo Vasco diante da Chapecoense

O treinador tentou se defender e citou a campanha de 2017, quando ajudou a levar o time para a Copa Libertadores, mas foi logo cortado pelos torcedores.

– Isso faz cinco anos, Zé – respondeu um dos homens.

Carlos Brazil também foi cobrado pelo seu trabalho no futebol do clube e escutou muitas críticas. Já o meio-campista Nenê foi criticado por ter jogado a braçadeira de capitão no chão na primeira rodada da Série B, no empate com o Vila Nova, em São Januário.

– Deu mole, Nenê. A braçadeira leva a Cruz de Malta. Não adianta ser craque se não tem comprometimento e respeito. Aqui é torcida organizada. Gostamos muito do seu trabalho, da sua determinação. Mas o que você fez com a braçadeira… Você não é um cara inexperiente. E estamos aqui cobrando – disse um dos integrantes da organizada.

Siga o Esporte News Mundo no InstagramTwitterFacebook e Youtube.