Palmeiras não pretende fazer qualquer investida por Coutinho no momento

O Palmeiras não pretende realizar uma investida no meia-atacante do Barcelona (ESP), Phlippe Coutinho. Nesta quinta-feira (30), a torcida do Verdão se empolgou nas redes sociais com a possibilidade. A informação é do GE.globo.

A discussão nas redes sociais se deu porque a imprensa europeia publicou que o jogador de 29 anos gostaria de jogar no Brasil em 2022. Além disso, é notória a vontade do clube catalão em se desfazer dele, que nunca se firmou no time desde que foi contratado, em janeiro de 2018.

Para começar, o salário é muito fora dos padrões do futebol nacional. Segundo a imprensa europeia, gira em torno de 15 milhões de euros por ano (R$ 95 milhões). No total, isto daria cerca de R$ 8 milhões por mês, sendo que os grandes craques do futebol nacional ganham, no máximo, 2 milhões.

Segundo o GE.globo, o Barça precisa se desfazer do camisa 14 para livrar-se do salário e conseguir adquirir novos atletas, de acordo com regras da Liga espanhola. Assim, ele não seria liberado para que um clube brasileiro pague apenas uma parte de seus vencimentos.

Dentro do clube alviverde, os valores que envolveriam essa possível transação de Coutinho são vistos como fora de qualquer realidade. Somente o aporte de alguma empresa viabilizaria um negócio desse tamanho, algo que não é cogitado pela diretoria. A ideia da nova presidente, Leila Pereira, é comprar atletas jovens com bom potencial, pensando, também, em obter lucro no futuro.

+Ex-centroavante do Palmeiras é o nono maior artilheiro do mundo em 2021

Até aqui, o Palmeiras já anunciou três contratações para 2022: o meia colombiano Eduard Atuesta, vindo do Los Angeles FC (EUA), o goleiro Marcelo Lomba, que teve seu contrato encerrado com o Internacional, além do centroavante Rafael Navarro, destaque do Botafogo na Série B de 2021. Um centroavante de renome deverá ser trazido ainda, assim com um zagueiro canhoto.

Para saber tudo sobre o Palmeiras, siga o Esporte News Mundo no TwitterFacebook e Instagram.

Cria das categorias de base do Vasco, Philippe Coutinho foi contratado pela Internazionale (ITA) em julho de 2010. Foi emprestado para o Espanyol (ESP) e depois retornou para o clube italiano, onde acabou atuando pouco. Em janeiro de 2013, foi para o Liverpool, onde viveu o auge da carreira até tornar-se a segunda contratação mais cara da história do futebol, quando o Barcelona pagou cerca de 163 milhões de euros (R$ 633 milhões, na cotação da época) para tirá-lo do futebol inglês.

Foi campeão da Liga dos Campeões da Europa, em 2020, atuando, por empréstimo, no Bayern de Munique, onde era reserva, porém marcando gols importantes na competição continental. Depois, voltou para Espanha, mas não agradou.