Rodrigão se despede da Ponte Preta após fim de contrato de empréstimo

Liberado antes mesmo do último compromisso da Ponte Preta na Série B, diante do Coritiba, Rodrigão se despediu do clube e da torcida pontepretana ainda na última sexta-feira (26), através de suas redes sociais. Vinculado com a Macaca até amanhã (30), o atleta já sabe que não terá seu contrato de empréstimo renovado, assim sendo liberado para retornar ao Santos.

Para saber de tudo da PONTE PRETA, siga o Esporte News Mundo no TwitterFacebook e Instagram.

Sofrendo de desgaste físico por conta do ritmo intenso do final de temporada, o centro avante – que até então se mostrava o dono da posição na equipe – foi liberado três dias antes do duelo derradeiro do clube Alvinegro. Desta forma, sua última atuação com a camisa do clube campineiro foi concretizada no embate decisivo contra o Confiança, em que o jogador teve uma participação importante ao realizar o passe para o gol de Moisés, tento que garantiu a permanência da Ponte Preta na Série B.

“Hoje me despeço da Ponte Preta, clube onde fui muito feliz durante a temporada de 2021. Com esta bela camisa, consegui contribuir com gols e assistências na campanha da Série B. Agradeço a todos do clube, comissão técnica, dirigentes e, em especial, à torcida. Obrigado por esses meses, por terem me apoiado e me abraçado. Serei eternamente grato. Podem ter certeza de que me tornei um torcedor da Macaca. Torço para que, em breve, a nossa Ponte consiga retornar à elite do futebol brasileiro, com toda a sua grande história. Não sei qual será o meu destino na próxima temporada, mas saio como um torcedor. Estamos juntos. Até logo!”, declarou Rodrigão através de seu perfil no Instagram.

+ [block]14[/block]

Em quase seis meses de clube, o atleta se solidificou como uma das referências do setor ofensivo alvinegro, se consolidando como o vice artilheiro da equipe na Série B. Em 25 atuações com a camisa da Ponte Preta, Rodrigão marcou cinco gols (contra Goiás, CRB, Brusque, Operário e Náutico) e registrou outras quatro assistências; esta sequência de atuações se mostrou a maior em mais de dois anos na carreira do atleta, que não atuava tão constantemente desde sua passagem pelo Coritiba, em 2019.