Santander Brasil lança CDB verde para empresas

O Santander Brasil lança o CDB Baixo Carbono, um produto único no mercado nacional, voltado a empresas que buscam investimentos com a segurança e a liquidez das aplicações em renda fixa, e também interessadas em apoiar o financiamento de iniciativas com viés ESG. Entre os primeiros clientes que aderiram à modalidade estão multinacionais de bens de consumo, por exemplo, com cerca de R$ 110 milhões aplicados no produto, e destinando parte de sua rentabilidade habitual para operações relacionadas à sustentabilidade, como o financiamento de painéis fotovoltaicos.

“O CDB Baixo Carbono quebra um paradigma importante, porque mostra que é possível fazer uma boa gestão financeira e, simultaneamente, apoiar a agenda ESG. Além disso, mostramos na prática o quanto grandes empresas estão realmente dedicadas à construção de um futuro sustentável”, avalia Luiz Masagão, diretor da Tesouraria do Santander Brasil. A empresa que investe no CDB Baixo Carbono permite que um percentual predefinido do rendimento da aplicação – que também pode variar – seja direcionado ao funding de linhas de crédito e operações do varejo bancário que promovam boas práticas socioambientais.

Entre os financiamentos apoiados pelo CDB Baixo Carbono estão projetos de redução de emissões de gases de efeito estufa, iniciativas de mobilidade e acessibilidade, e empréstimos verdes (green loans) alinhados à estratégia ESG do Santander. A definição das linhas de crédito a serem apoiadas com recursos do novo CDB passarão por um rigoroso processo de validação e classificação pelo Banco, que também foi o pioneiro na oferta de operações ESG Linked Loan – empréstimos cujas taxas podem ser reduzidas mediante o cumprimento de metas socioambientais preestabelecidas.

O Santander é carbono neutro desde 2010 e tem como meta zerar sua emissão líquida de CO2 até 2050, incentivando seus clientes a fazerem o mesmo. Em 2020, o Banco viabilizou R$ 27 bilhões em negócios sustentáveis e, até setembro de 2021, já viabilizou mais de R$ 46 bilhões. Esse resultado é fruto de soluções financeiras inovadoras, desenvolvidas por diferentes áreas do Banco. A atuação das equipes parte de um ingrediente básico: a estratégia local e global do Santander de liderar negócios para uma economia mais inclusiva e de baixo carbono.