SESI-SP vira para cima do Campinas e estreia com vitória fora de casa na Superliga

Em reedição da semifinal do Paulista, o Vôlei Renata/Campinas recebeu o SESI-SP e não garantiu os três pontos na estreia da Superliga masculina 21/22. O atual campeão estadual teve dois match points no quarto set, mas viu o SESI reagir e levar o jogo ao tie-break. Mesmo com a derrota por 3 sets a 2 (25×23, 22×25, 25×23, 25×27 e 12×15), os donos da casa saíram de quadra com um ponto. O duelo foi realizado na noite deste sábado, no Ginásio do Taquaral, em Campinas, e contou com a presença parcial dos torcedores.

+ Sada Cruzeiro estreia com vitória na Superliga

  • Escalação Campinas: Cristiano, Lucão, Temponi, Adriano, Barreto, Evandro e Alê. Reservas: Félix, Anderson, Canuto, Sérgio, Lima, Judson e Carlos Arthur. Técnico: Marcos Pacheco.
  • Escalação SESI: Brasília, Vinícius, Guiga, Murilo, Éder, Darlan e Pureza. Reservas: Mateus, Nathan, Marcos, Thiery e Robert. Técnico: Anderson Rodrigues.

O JOGO

Apesar da ausência do levantador titular Gonzalez, o Campinas conseguiu manter o alto nível com o jovem Cristiano, que está há duas temporadas no clube, e começou o primeiro set bloqueando muito com o central Barreto. Do outro lado, o SESI-SP conseguiu quebrar a linha de passe adversária e assegurou o equilíbrio até a reta final, quando os campineiros abriram vantagem e fecharam em 25×23.

Na segunda parcial, a equipe comandada pelo técnico Marcos Pacheco passou a cometer erros bobos, principalmente no fundamento de saque. Os jogadores do SESI aproveitaram o momento ruim dos rivais e assumiram o controle do set. Ao conquistar uma diferença de três pontos, o elenco do ponteiro Murilo obrigou que Pacheco parasse a partida. Mesmo com a recuperação durante o saque do Lucão, Darlan garantiu o empate.

O terceiro set foi uma verdadeira incógnita, uma vez que ambos os clubes tiveram vantagem e passaram por períodos melhores. No momento decisivo, Guiga foi fundamental no fundo de quadra e permitiu o 19×16 ao SESI-SP, mas Darlan parou no bloqueio duas vezes consecutivas e Matheus Brasília ficou sem opção. Desta maneira, o Campinas aumentou sua confiança, anotou cinco pontos seguidos, virou para 21×19 e fez 2×1.

Superliga masculina SESI-SP Campinas estreia
Foto: Pedro Teixeira/Vôlei Renata

Os campineiros voltaram à quadra muito confiantes e não deram brechas ao SESI no início, que chegou a ficar cinco pontos em desvantagem (15×25). O treinador Anderson parou a partida e ajustou o elenco, o qual se recuperou e teve a chance de empatar no 22×22 com um contra-ataque. No 24×23 a favor do Vôlei Renata/Campinas, o bloqueio do SESI-SP funcionou e prolongou o jogo. O oposto Darlan garantiu a virada e a confirmação do quarto set com dois aces.

Parecia que o tie-break era do Campinas, já que os donos da casa iniciaram o tie-break muito bem e pareciam estáveis. Entretanto, Guiga e os companheiros não abaixaram a cabeça e foram em busca de mais uma virada. Darlan foi ao saque quando tudo estava igual no 11×11, porém, o atleta fez a diferença mais uma vez e deixou o SESI perto do triunfo. Na hora de definir, o levantador subiu bola para o bicampeão mundial Murilo, que anotou o 15º ponto da equipe no set decisivo.

SIGA O ESPORTE NEWS MUNDO NO TWITTERINSTAGRAM E FACEBOOK. E NÃO SE ESQUEÇA DE SE INSCREVER NO NOSSO CANAL NO YOUTUBE!

PRÓXIMA RODADA

No sábado (30), o Campinas tem pela frente o Sada/Cruzeiro, em jogo válido pela segunda rodada da Superliga masculina 21/22. A partida, prevista para as 19h, será realizada em Contagem, em Minas Gerais, e terá transmissão do SporTV. O SESI-SP receberá, no domingo (31), a equipe de Montes Claros/América Vôlei.