Thiago Marreta não esconde emoção por fim de jejum no UFC: “Tenho muita gente que me ajuda”

Thiago Marreta encerrou um jejum de três lutas sem vencer no UFC ao bater Johnny Walker no último final de semana. Não foi uma exibição exuberante do brasileiro, mas o suficiente para voltar a vencer e recuperar os sorrisos de muitos.

Após o UFC Vegas 38, o meio-pesado falou ao Combate sobre a emoção que teve com a conquista da vitória, Uma emoção fortalecida ainda mais pelo apoio dos fãs, da família e da equipe mesmo com a sequência negativa que sofreu, perdendo para Jon Jones, Glover Teixeira e Aleksandar Rakic.

– É muita gente que me ajuda, fico emocionado assim porque não tenho como agradecer o tanto que mensagem que recebo. O tanto que minha esposa (a também lutadora do Ultimate Yana Kunitskaya) me apoia, os meus treinadores. Fico longe da minha mãe, do meu filho, aí fico emocionado porque eu precisava dar essa vitória a deles. Tenho muita gente em volta de mim que me ajuda e não é um peso para mim, é uma força. Tenho certeza de que pude deixar muita gente feliz – disse Marreta.

– Estava muito emocionado. Depois da lesão (sofrida na luta contra Jon Jones), foi só derrota. Então precisava demais dessa vitória para mim, para minha família e todo mundo que apoia. Mais importante do que isso é lutar bem, me sentir bem. Hoje, me senti bem, dei o meu melhor e fiz tudo o que eu fazia antes. Voltar a lutar como antigamente, ser o velho Thiago Marreta, mas agora mais experiente. É tentar deixar isso de fora e não fazer a pressão me tomar – completou o brasileiro.

E dentre todos os apoios que recebeu, o talvez mais importante para Marreta foi o da esposa. Yana Kunitskaya esteve presente ao lado do brasileiro, grávida de Alisa, primeira filha do casal. Um apoio que o moveu bastante

– Importante demais, eles vieram comigo. Perguntei a ela (Yana) se ela iria ficar porque ela poderia ficar nervosa e ela respondeu ‘nervosa eu vou ficar se ficar vendo pela televisão. Então, eu prefiro estar lá. Porque, se eu ficar nervosa, podem me levar ao hospital com você e aqui ficarei a seu lado’. Ela está comigo o tempo todo, é demais. Sou muito grato pela Yana pelo que ela faz por mim e fico feliz por poder trazer a vitória para a minha família – disse.