Tiago Nunes elogia Erick, agradece apoio do torcedor, e avalia atuação do Ceará: ‘Nossa equipe produziu para vencer o jogo’

O técnico Tiago Nunes concedeu entrevista coletiva pós-jogo entre Ceará x Red Bull Bragantino, na Arena Castelão, que acabou finalizado em 2×2. O comandante alvinegro, inicialmente, fez um agradecimento à torcida do Vozão que esteve presente nas arquibancadas.

— Gostaria de aproveitar a oportunidade e agradecer a presença do nosso torcedor, que nos incentivou, mesmo em um momento difícil do jogo. Dizer que ele é um componente importante da nossa trajetória e precisamos do nosso torcedor já na quarta-feira novamente (contra o Palmeiras). Foi um dos ingredientes que nos ajudou a buscar esse empate no final do jogo, no último lance — agradeceu.

+ Siga o Esporte News Mundo no Twitter, Instagram e Facebook.

Questionado sobre a justiça no futebol e um reflexo da atuação do Ceará com o resultado do jogo, Tiago Nunes pontuou que o Alvinegro teve inúmeras chances de marcar e produziu para vencer a partida, mesmo que o placar tenha terminado igualado.

— Um empate com lances dramáticos. Como já reportei em outro momento, a questão de justiça e injustiça é muito relativo. Nossa equipe produziu para vencer o jogo, teve números para isso, finalizou mais e teve mais chances que o adversário. Infelizmente, nós pecamos no aproveitamento. Poderíamos ter vencido esse jogo, assim como nos jogos contra São Paulo e Internacional. O que me deixa esperançoso é que a equipe vem criando oportunidades e quando você cria está mais próximo de vencer. Existem situações no campo que não controlamos, o primeiro gol mesmo, um lance isolado, o segundo gol, um lance controlado, infelizmente acabou acontecendo o chute do adversário. Mas o contexto do futebol é esse, muitas vezes o adversário tem uma chance, faz, e você tem que ter a capacidade de reagir e nesse quesito nossa equipe foi forte mentalmente e equilibrada. – avaliou Tiago Nunes.

+ LEIA MAIS| Ceará registra público de 4.500 torcedores no empate contra o Red Bull Bragantino

O treinador também comentou sobre a partida do atacante Erick. O jogador foi peça importante do Ceará em diversos lances no jogo, mostrando que merece vaga como titular na equipe.

— O Erick fez exatamente o que nós esperávamos que ele teria potencial de fazer. É um jogador de um contra um, de desequilíbrio, chamou o jogo para ele, a responsabilidade técnica muitas vezes, e é o tipo de jogador que todo treinador gosta de contar porque tem liderança e coragem de buscar o gol a todo instante e colocou os seus companheiros em condições de jogo. Parabenizá-lo pela atuação, assim como todo o grupo que se empenhou na busca pelo resultado do início ao fim — destacou.

Nunes seguiu valorizando o jogo do Ceará, afirmando que o time soube se sobressair contra um rival milionário e que faz uma boa campanha na temporada 2021.

— A equipe foi mentalmente muito forte, mesmo perdendo de 2×0 em casa contra uma equipe que tem mais de 115 milhões de investimento, que é o caso do Red Bull Bragantino. Um elenco milionário e que vem fazendo uma grande campanha na temporada, não somente no Campeonato Brasileiro, mas na Sul-Americana. Estarmos perdendo de 2×0 e buscarmos um 2×2 sem desistir em nenhum momento, superando o rival em todos os números, durante toda a partida, isso aí tem de ser valorizado. Então esse espírito competitivo, a capacidade dos jogadores que erram em algum momento, mas continuam tentando fazer as ações e que buscam o gol, tem de ser valorizado. Valorizar o que foi feito de positivo, esse espírito de luta até o final.

Por fim, Tiago Nunes explicou a escalação de Mendoza, que vem sendo alvo de críticas da torcida, inclusive, recebendo vaias no decorrer do jogo.

— O Mendoza participou do nosso primeiro jogo contra o Grêmio, em Porto Alegre, e depois sofreu uma lesão ficando afastado por pouco mais de duas semanas. Ele retornou aos trabalhos, vem treinando bem e trabalhando forte. É um jogador de velocidade, que tem capacidade de finalização, um contra um e temos de valorizar os atletas da mesma maneira. Valorizo o empenho do Mendoza, não é fácil jogar dentro do campo com a torcida jogando muitas vezes não a favor, vaiando o atleta. Tem que ter muita personalidade para isso e ele tem de sobra. Ele tem minha confiança, dos companheiros e é muito querido pelo grupo — finalizou.