Tite afirma que Renan Lodi perdeu chance de convocação para Seleção por não ter se vacinado contra a Covid-19

Em meio à pandemia da Covid-19 e a alta no número de casos em diversos países pela variante Ômicron, o técnico Tite afirmou que o lateral-esquerdo Renan Lodi, do Atlético de Madrid, não foi convocado para a Seleção Brasileira por não ter se vacinado contra a Covid-19. Ao ser perguntado sobre os laterais que disputam vaga no Brasil, o treinador revelou a situação do jogador ex-Athletico-PR.

– O Renan Lodi teve alijado da possibilidade de convocação em função da sua não convocação. Essa informação foi passada, então ele perdeu a possibilidade de concorrer em função de não ter se vacinado – revelou o técnico Tite, em entrevista coletiva, nesta quinta-feira.

+ Seleção Brasileira anuncia lista com 26 jogadores para enfrentar Equador e Paraguai pelas Eliminatórias

O treinador ainda reforçou o apoio a vacinação contra a Covid-19 e ressaltou que Lodi não poderia entrar no Equador por ter o esquema vacinal completo.

– Eu, particularmente, entendo que a vacinação é uma responsabilidade social. Eu trago comigo. Eu e minha família. Eu e meus netos. Queria ter meus pais, não tenho. Mas queria poder protegê-los. Segundo, o aspecto é respeitando a parte das autoridade sanitárias de cada país. Renan Lodi não poderia entrar no Equador. Ele teve a primeira dose da vacina no dia 10. Não estaria apto de estar com a delegação. Respeitamos as leis deste país. Diferente do que aconteceu quando a Argentina veio e entrou com atletas sem autorização. Fizemos a nossa parte, entramos em campo. Ninguém vem aqui e faz o que quer. A Anvisa e a Polícia Federal fizeram o que tinham que fazer. Estou na expectativa da decisão final da Fifa. Pois em termos esportivos e termos legais fizemos tudo corretamente – afirmou Tite.

Siga o perfil do Esporte News Mundo no TwitterInstagram e Facebook.

Já classificada, a Seleção Brasileira vai enfrentar o Equador (27/01) e Paraguai (01/02) pelas Eliminatórias para a Copa do Mundo no Qatar.