Tite faz duras críticas ao VAR em clássico contra Argentina: ‘Impossível não ver a cotovelada do Otamendi’

Um dos lances que causou mais polêmica no empate sem gols entre Argentina e Brasil, pelas eliminatórias da Copa do Mundo de 2022, foi a não expulsão do zagueiro Otamendi após uma cotovelada no atacante brasileiro Raphinha. Em entrevista coletiva após o clássico, o técnico Tite demonstrou indignação com a decisão tomada pela arbitragem no lance, e fez duras críticas à equipe do árbitro de vídeo:

– O Cunha é ume extraordinário árbitro. A qualidade técnica dele, as percepções dele, são altíssimas. Uma condição física muito alta. O aspecto disciplinar muito alto. Arbitragem ela exige uma equipe de trabalho, e quem está no VAR é simplesmente impossível não ver a cotovelada do Otamendi no Raphinha. Árbitro de alto nível de VAR não pode trabalhar dessa forma. Isso é inconcebível. Inconcebível é o menos que eu tenho, não é o que eu queria dizer. Eu estou falando porque sou educado – reclamou Tite.

LEIA MAIS SOBRE A SELEÇÃO BRASILEIRA

Em jogo quente e violento, Argentina e Brasil empatam em jogo sem gols

Destaque contra Argentina, Fred comenta sobre solidez defensiva do Brasil: ‘É importante a gente estar bem atrás’

Após o empate entre Argentina e Brasil, Tite voltou a dizer que o clássico entre as duas seleções era um duelo de “Copa do Mundo”. O comandante da amarelinha destacou o nível técnico apresentado pelas duas equipes, além de destrinchar um pouco da saída de jogo da Argentina de Scaloni:

– Sim. O nível técnico das duas equipes, a marcação posicional e forte das duas equipes, os embates individuais, a alternância de domínios e controle. Sim, é jogo de Copa do Mundo – disse Tite.

– Jogo com recursos técnicos extraordinários. Duas equipes que procuram sair jogando, que premiam o jogo, a articulação. A Argentina procura uma saída com De Paul para chegar no Messi em uma transição para assessorar o Lautaro, para ter um Di Maria. Nós temos um Vini agudo de um lado, com uma proposta um pouco mais agressiva ou com o Raphinha, ou com o Antony. Um gramado que proporciona uma qualidade. O espetáculo com alternâncias – completou Tite.

PARA FICAR POR DENTRO DE TUDO QUE ACONTECE NA SELEÇÃO BRASILEIRA, SIGA O ESPORTE NEWS MUNDO NO TWITTERINSTAGRAM E FACEBOOK. E NÃO SE ESQUEÇA DE SE INSCREVER NO NOSSO CANAL NO YOUTUBE.

Para finalizar, o técnico brasileiro demonstrou gratidão à cidade de San Juan, local do clássico entre Argentina e Brasil, na noite dessa terça-feira (16). Tite destacou o respeito e a recepção calorosa da cidade com os profissionais da Seleção Brasileira:

– Agradecimento a cidade de San Juan, a forma educada que nos recebeu. Eu não tive um insulto enquanto estive no banco de reserva. Fora dos padrões normais. Muito obrigado San Juan, muito obrigado por acolher e respeitar o profissional e todos nós – finalizou Tite.