UFC 266: Campeões vencem e Nick Diaz perde em volta ao MMA; confira tudo

O UFC 266 foi a grande atração da noite do MMA em Las Vegas (EUA). Duas disputas de cinturão e presença massiva de brasileiros marcaram a noite da T-Mobile Arena. E os campeões se deram bem,

Alexander Volkanovski e Valentina Shevchenko venceram respectivamente a Brian Ortega e Lauren Murphy para manter os títulos de suas respectivas categorias do Ultimate. Outros destaques da noite foram a volta de Nick Diaz e vitórias importantes para Jéssica Bate-Estaca e Taila Santos.

A luta

Volkanovski começou a luta principal do UFC 266 ditando o ritmo e buscando trocar bem com Ortega, que também buscava ser ativo na trocação. O australiano era quem tinha maior volume dos socos e chutes, pouco deixando espaço para o desafiante poder tentar usar a queda para usar o jiu-jítsu do qual é um dos especialistas no UFC.

Um direto de direita do campeão no segundo round aqueceu a luta e o campeão continuava a exibir maior volume dos socos, mas o ‘T-City’ buscava mais ataque, apesar de golpes pouco precisos. Diante da rivalidade que se construiu entre ambos, no final do assalto houve um momento de rusga entre ambos, que tiveram que ser separados para seus córners.

O desafiante ao cinturão dos penas teve a chance de ouro de vencer no terceiro round. Após um começo morno, Ortega resistia aos golpes de Volkanovski até conseguir o knockdown, tentar a guilhotina e o triângulo de mão e nada. Depois, por pouco não permitiu que fosse o australiano, que golpeava forte o rival, a vencer.

Novamente, o americano tenta finalizar no quarto round, sem sucesso. O campeão fica por cima e dominou o assalto, golpeando e machucando o ‘T-City, que pouco fez depois da tentativa de finalizar. No último round, a trocação começou a ficar mais franca e os dois lutadores começaram a ir forte para a disputa e Ortega quase fez Volkanovski balançar nos segundos finais de combate. Ao final, vitória do campeão na decisão dos juízes.

LEIA MAIS

+ Dana White lamenta nova prisão de Jon Jones: ‘Las Vegas realmente faz um mal a ele’

Valentina Shevchenko domina e defende cinturão com sucesso mais uma vez

O primeiro cinturão a ser decidido foi o da divisão feminina dos moscas, com Valentina Shevchenko tentando manter mais uma vez o domínio da categoria ao encarar a americana Lauren Murphy, no co-main event da noite.

O começo da luta já mostrava que a quirguistanesa não iria deixar o cinturão deixar suas mãos. O primeiro round foi dominado pela ‘Bullet’, que teve os melhores golpes no combate e se colocava mais solta na busca para exercer o controle total da luta, com a desafiante não conseguindo pegar bem com os golpes.

No segundo round, a campeã seguia dominando encaixando os melhores golpes e já se impondo de forma mais incisiva tanto em pé como no solo, quedando Murphy e usando o ground and pound na parte final do assalto., Nada mudaria no terceiro round, disputado mais em pé e com Valentina mantendo o controle da luta, apesar da americana começar a se soltar mais.

Valentina foi para cima no quarto round e seus golpes começaram a ser mas contundentes. Um direto na orelha da rival causou uma chance para a derrubar e assim a luta se encaminhou par ao final. Murphy se defendia das cotoveladas e golpes no chão, mas foi impossível parar a campeã, que garantiu a vitória e mais uma defesa de título

– Estou pronta para qualquer uma. Não importa o peso, estou aqui! – disse a quirguistanesa após mais um triunfo dominante no Ultimate.

Em retorno ao UFC, Nick Diaz é nocauteado por Robbie Lawler

Após seis anos longe, Nick Diaz enfim voltou ao MMA para ser atração do UFC 266. O americano, um dos mais polêmicos lutadores da história do Ultimate, fez sua luta de retorno contra um antigo rival, Robbie Lawler.

A luta começou como todos os fãs esperavam: com ambos indo para cima e não titubeando em ir para o ataque. Diaz atuava com muito volume e pressionava Lawler, que respondia na mesma moeda. A trocação era o que mandava e era oferecido no primeiro round.

O segundo round viu ainda mais show de ambos, agora com o ‘Ruthless’ indo mais para cima e conseguindo pressionar um Nick Diaz que seguia mostrando que a ausência de seis anos do octógono não estava sendo sentida em nada. No terceiro round, mais equilíbrio em seu começo até uma sequência de cruzados e uppercut pegar Diaz e o derrubar. Lawler até pediu para o rival se levantar, mas este não atendeu seu pedido e a luta foi encerrada com vitória de Robbie Lawler no terceiro round.

Bate-Estaca e Taila Santos vencem; Marlon Moraes é nocauteado

O Brasil teve três participantes no evento deste final de semana. Jéssica Bate-Estaca abriu o card principal enfrentando Cynthia Calvillo. No dia de seu aniversário, a peso-mosca paranense fez uma de suas melhores apresentações, dando pouco espaço para a rival e, com uma boa sequência no fim do primeiro round, garantiu a vitória e pediu a chance de disputar o cinturão dos palhas novamente contra Rose Namajunas ou Weili Zhang.

Em busca de reabilitação, Marlon Moraes encarou Merab Dvalishvili na última luta do card preliminar. E por pouco não nocauteou ainda no primeiro round, quando uma sequência certeira de ganchos quase derrubou o georgiano, que deu o troco antes do fim do round. No segundo assalto, no entanto, Dvalishvili reagiu e conseguiu a vitória dominando no solo e aplicando o ground and pound para dar a terceira derrota consecutiva ao ‘Magic’.

Taila Santos foi a primeira a subir no octógono do UFC 266, encarando a veterana americana Roxanne Modafferi. Buscando encaixar a terceira vitória seguida, a brasileira fez uma luta dominante e segura para poder garantir a vitória na decisão dos juízes e aumentar sua sequência positiva.

Resultados UFC 266 – Volkanovski x Ortega

Card principal

Alexander Volkanovski venceu Brian Ortega por decisão unânime dos juízes – Volkanovski mantém o cinturão dos penas

Valentina Shevchenko venceu Lauren Murphy por nocaute técnico (4:00 do R4) – Shevchenko mantém o cinturão dos moscas

Robbie Lawler venceu Nick Diaz por nocaute (0:44 do R3)

Curtis Blaydes venceu Jairzinho Rozenstruik por decisão unânime dos juízes

Jéssica Bate-Estaca venceu Cynthia Calvillo por nocaute técnico (4:54 do R1)

Card preliminar

Merab Dvalishivili venceu Marlon Moraes por nocaute técnico (4:25 do R2)

Dan Hooker venceu Nasrat Haqparast por decisão unânime dos juízes

Chris Daukaus venceu Shamil Abdurakhimov por nocaute (1:23 do R2)

Taila Santos venceu Roxanne Modafferi por decisão unânime dos juízes

Jalin Turner venceu Uros Medic por finalização (4:01 do R1)

Nick Maximov venceu Cody Brundage por decisão unânime dos juízes

Matt Semelsberger venceu Martin Sano por nocaute (0:15 do R1)

Jonathan Pierce venceu Omar Morales por finalização (3:31 do R2)