UFC 268: Usman e Namajunas vencem revanches e mantém cinturões

O UFC 268 foi realizado neste sábado (6) em Nova York, com duas revanches valendo cinturão marcadas para o dia. E em ambas, quem venceu a primeira luta ‘confirmou’ a vitória na segunda.

Kamaru Usman e Rose Namajunas derrotaram a Colby Covington e Weili Zhang, respectivamente, e mantiveram seus reinados sobre as categorias que dominam, o nigeriano a dos meio-médios e a a americana a do peso-palha.

Usman domina, quase leva sufoco no final, mas vence revanche com Covington

A luta principal do UFC 268 começou com equilíbrio, Covington tentando a queda e Usman buscando estudar mais o rival. O ‘Chaos’ partia para atacar com mais força, mas era barrado pela falta de precisão nos golpes e a forte postura defensiva do nigeriano, que logo começaria a pegar mais forte na trocação e fazendo o rosto do desafiante sangrar.

No segundo round, Usman continuou a se impor e chegou a balançar o americano, que respondeu colocando o campeão junto à grade e tentar trabalhar uma queda. O nigeriano se livrou e continuou investindo na trocação até um potente cruzado balançar o desafiante, que por pouco não se viu derrotado, sendo salvo pelo fim do round.

Covington até pegou bem com uma de esquerda no terceiro round, mas nem mostrou incomodar o desafeto. Depois, o ‘Chaos tentou’ a queda e quase foi finalizado pelo nigeriano, que dominava a luta e pouco oferecia para o americano responder. O falastrão provocava, porém não conseguia o intento de derrubar o campeão, bem aplicado na defesa de quedas.

Apenas no quarto round, o desafiante começou a se soltar mais e a pegar bem nos golpes em cima de Usman. O nigeriano demorou para responder, conseguindo equilibrar o round e ainda impedir as tentativas de queda do americano, mas agora se expondo mais aos golpes do ‘Chaos’, que começam a pegar, mesmo ainda sem balançar de vez o campeão dos 77kg.

No começo do último round, Usman é balançado por upper do rival e tenta pegar o pescoço do rival que se livra e ainda aproveitar descuido do nigeriano para colocá-lo na grade. O campeão inverteu a posição, foi para cima. O final da luta teve momentos de tensão quando o americano pediu a presença do médico após interrupção na luta ao levar dedo no olho. Mas os cinco rounds acabaram e os juízes deram a vitória por decisão unânime ao nigeriano.

LEIA TAMBÉM

+ Patricky Pitbull nocauteia, ‘cala’ torcida e é campeão dos leves do Bellator

Em luta acirrada, Namajunas vence Zhang e segue cinturão dos palhas

A primeira das revanches da noite foi entre Rose Namajunas e Weili Zhang, esta válida pelo cinturão dos palhas. O duelo iniciou bastante estudado e Namajunas conseguiu atingir bem a chinesa, mas sendo derrubada pela desafiante. Pelo solo, equilíbrio das ações das duas lutadoras. No final, aproveitando momento de desequilíbrio de Zhang, ‘Thug Rose’ por pouco não teve a chance de tentar acabar com a luta.

No segundo round, a campeã começou mais ativa, no entanto Weili Zhang mandou um belo soco de esquerda que fez Namajunas perder o equilíbrio e cair no chão. Mas a americana se recuperou e a luta voltou a ficar acirrada no solo, com a chinesa pressionando. Depois, a dona do cinturão peso-palha devolveu a queda e tentou, sem sucesso a montada nos segundos finais do round.

Namajunas dominou o começo do terceiro round, conseguindo colocar-se mais na distância de encaixar os melhores golpes. A americana derrubou a desafiante com um belo golpe, mas que não foi suficiente para nocautear Zhang, que partiu para a resposta. A trocação começou a se mostrar mais franca e a chinesa teve a chance de derrubar e tentar as costas mas o round havia acabado.

O quarto round começou bastante movimentado, com tentativas de queda da chinesa e boa defesa da americana. Zhang ficou nas costas da campeã, que conseguiu defender uma possível tentativa de finalização. No quinto e decisivo round, foi a vez da americana derrubar e ‘Thug Rose’ buscar o ataque do cima, mas sofrendo com a forte resposta defensiva da chinesa. Foi um round em que Namajunas dominou, mesmo sem conseguir encaixar a finalização. No final, o acirrado duelo foi vencido na decisão dividida pela americana, que mantém o título peso-palha na primeira revanche do UFC 268.

Marlon Vera faz nocaute ‘Spider’ em Frankie Edgar; Gaethje vence ‘batalha’ contra Chandler

Outras duas lutas movimentaram o card principal do UFC 268. Marlon Vera enfrentou o veterano Frankie Edgar e fez uma luta equilibrada nos dois primeiros rounds, vencendo a primeira parte e ser derrotado na segunda. Mas no round decisivo, o equatoriano decidiu mostrar que também tem seu lado Anderson Silva e aplicou um chute frontal na lenda que derrubou o americano, para mais um nocaute espetacular da noite.

Abrindo o card preliminar, Justin Gaethje e Michael Chandler realizaram uma luta que cumpriu tudo o que prometeu. Muita violência e golpes contundentes durante os três rounds do duelo eletrizante entre dois dos maiores brigadores do Ultimate. Ao final, foi Gaethje quem saiu com a vitória na decisão dos juízes

Alex Poatan estreia com nocaute; John Allan e Bruno Souza perdem

O Brasil teve três participantes do UFC 268. A principal atração da noite foi a estreia de Alex Poatan ex-campeão do Glory e algoz do campeão dos médios do Ultimate Israel Adesanya nesta organização de kickboxing. O brasileiro enfrentou o grego Andreas Michalidis na última luta do card preliminar.

E Poatan mostrou a que veio de cara. No primeiro round, o combate foi morno com a ação se desenrolando principalmente com o wrestling de Michalidis dominando a luta. Mas o segundo assalto, o brasileiro exibiu ao mundo do UFC seu cartão de visitas em apenaas 18 segundos com uma joelhada voadora certeira que decretou sua estreia vitoriosa no octógono mais famoso do mundo.

Não tiveram a mesma sorte de Poatan John Allan e Bruno Souza. Allan, que buscava sua primeira vitória no Ultimate, foi derrotado na decisão dos juízes pelo americano Dustin Jacoby. Já o outro estreante da noite, Bruno Souza, caiu diante do armênio Melsik Baghdasaryan, também através das papeletas.

Resultados UFC 268 – Usman x Covington 2

Card principal

Kamaru Usman vence Colby Covington por decisão unânime dos juízes – Usman mantém o cinturão dos meio-médios.

Rose Namajunas vence Weili Zhang por decisão dividida dos juízes – Namajunas mantém o cinturão dos palhas

Marlon Vera vence Frankie Edgar por nocaute (3:50 do R3)

Shane Burgos vence Billy Quarantillo por decisão unânime dos juízes

Justin Gaethje venceu Michael Chandler por decisão unânime dos juízes

Card preliminar

Alex Poatan venceu Andreas Michalidis por nocaute técnico (0:18 do R2)

Bobby Green venceu Al Iaquinta por nocaute técnico (2:25 do R1)

Chris Curtis venceu Phil Hawes por nocaute técnico (4:27 do R1)

Nassourdine Imavov venceu Edmen Shahbazyan por nocaute técnico (4:42 do R2)

Ian Garry venceu Jordan Williams por nocaute (4:59 do R1)

Chris Barnett venceu Gian Villante por nocaute técnico (2:23 do R2)

Dustin Jacoby venceu John Allan por decisão unânime dos juízes

Melsik Baghdasaryan venceu Bruno Souza por decisão unânime dos juízes

Ode Osbourne venceu CJ Vergara por decisão unânime dos juízes