UFC Vegas 38: Em luta morna, Thiago Marreta vence Johnny Walker e encerra jejum

Neste sábado (2), o UFC Vegas 38 movimentou o fim de semana da principal organização de MMA do mundo. E um duelo de meio-pesados brasileiros, Thiago Marreta x Johnny Walker, foi o ‘main event’ da noite em Las Vegas.

O duelo, no entanto, ficou aquém do prometido, com pouca trocação franca e sem muito engajamento dos lutadores. Ainda assim, Marreta fez o suficiente para poder levar, na visão dos juízes, a vitória. E, assim, encerrar a série de três derrotas seguidas.

A luta

A luta prometia fortes emoções, mas o seu começo foi de pouca movimentação, salvo por um chute de Walker. Marreta pouco foi ofensivo e o primeiro round não rendeu grandes momentos. No início do segundo round, o ex-desafiante ao cinturão buscou a queda, sem sucesso.

O segundo round foi um pouco mais movimentado, com Johnny Walker usando os chutes para tentar medir distância e Thiago Marreta respondia na mesma moeda. O terceiro round do main event do UFC Vegas 38 se mostrou morno, com Marreta buscando mais os golpes para conseguir a aproximação do rival.

O pouco engajamento numa trocação mais franca, no entanto, era o mote da luta e assim seguia-se ao quarto round, sem momentos de emoção. E o quinto e decisivo round também foi assim, com nada de emocionante dentro do octógono apesar do muito estudo de ambos. Ao final, os juízes laterais decidiram pela vitória de Thiago Marreta na decisão unânime.

A finalização que não foi

O co-main event do UFC deste sábado foi entre Kevin Holland, um dos destaques recentes da divisão dos médios e Chris Daukaus. Uma luta que, em tese, terminou com vitória deste último por finalização, mas esta vitória fora retirada.

O motivo? Um choque de cabeças. O duelo se mostrou bastante disputado e com boa ação de ambos. Mas Holland acabou sentindo um choque de sua cabeça com a do rival. Mesmo sentindo, Daukaus aproveitou a chance para finalizar no mata-leão.

No entanto, após a luta, o árbitro Dan Miragliotta foi avisado por pessoas da equipe de arbitragem da luta do choque de cabeças que causou os eventos que deram a vitória a Daukaus. O juiz principal alegou que a luta seguiu por ver Holland ainda se mostrar vivo no combate. No entanto, minutos depois de muita discussão, foi decretado o ‘no contest’ (luta sem resultado).

Os outros brasileiros

Mais cinco brasileiros subiram ao octógono do UFC Vegas 38. Um deles no card principal, Alex Cowboy, que enfrentou Niko Price e acabou derrotado por deste na decisão unânime dos juízes depois de ser dominado pelo rival.

Bethe Correia não conseguiu fazer sua despedida do MMA com a vitória desejada. No confronto brasileiro com Karol Rosa, a ex-desafiante ao cinturão dos galos fez sua última luta no no esporte, Mas acabou sendo derrotada na decisão dos juízes.

Douglas D’Silva nocauteou Gaetano Pirrello no primeiro round para voltar a vencer na organização. Já o veterano Johnny Eduardo sofreu sua terceira derrota seguida ao ser finalizado por Alejandro Perez.

Resultados UFC Vegas 38 – Walker x Marreta

Card principal

Thiago Marreta venceu Johnny Walker por decisão unânime dos juízes

Kevin Holland e Chris Daukaus termina sem resultado (cabeçada acidental aos 3:43 do R1)

Niko Price venceu Alex Cowboy por decisão unânime dos juízes

Krzysztof Jotko venceu Misha Cirkunov por decisão dividida dos juízes

Alexander Hernandez venceu Mike Breeden por nocaute (4:20 do R1)

Card preliminar

Jared Gordon venceu Joe Solecki por decisão dividida dos juízes

Casey O’Neill venceu Antonina Shevchenko por nocaute técnico (4:47 do R2)

Karol Rosa venceu Bethe Correia por decisão unânime dos juízes

Jamie Mullarkey venceu Devonte Smith por nocaute técnico (2:51 do R2)

Douglas D’Silva venceu Gaetano Pirrello por nocaute (2:04 do R1)

Stephannie Egger venceu Shanna Young por nocaute técnico (2:22 do R2)

Alejandro Perez venceu Johnny Eduardo por finalização (4:13 do R2)