Vingança & Perdão

Vingança & Perdão Ao ler sobre literatura policial espera-se muito mistério, cena de crime, suspense e todo um enredo onde vamos descobrir quem cometeu aquele assassinato. São páginas e mais páginas de leitura, pistas em falso de quem pode ser o criminoso e nada de uma resposta conclusiva pela polícia.

Todos esses detalhes que compõem um livro de ficção policial estão presentes também em Vingança & Perdão, o novo lançamento da Editora InVerso.

Tal como aqueles leitores que buscam cada detalhe que possa ajudar a entender e resolver o caso, em Vingança & Perdão, um romance policial escrito por João Gilberto Marin Carrijo, seus protagonistas não são tão diferentes assim. Porém, eles vão além disso e querem se aprofundar no obscuro da mente humana para compreender os motivos por trás de cada crime.

O autor trabalha misturando ficção e realidade, aproveitando sua experiência como advogado e especialista em criminologia para envolver o leitor nesse enredo.

Perfil escritor João Carrijo:

Nasci em Curitiba, onde resido, alternando, em face da pandemia, com Balneário Camboriú. Tenho 61 anos, sou casado há 35 com a senhora Sandra. Temos duas filhas, Paola e Bruna, 32 e 21 anos, respectivamente. Sou formado em Análise de Sistemas e Direito. Pós-graduado em Criminologia. Laborei durante 27 anos no Banco Bamerindus, sendo 20 no Centro de Processamento de Dados como analista de sistemas e sete anos numa empresa do Grupo denominada Bastec, como gerente geral. Quando o Banco foi incorporado pelo HSBC, a Bastec ficou sob intervenção do Banco Central e fui dispensado no ano 2000. Iniciei minha carreira jurídica neste mesmo ano. Advogo há 20 anos. Atualmente tenho uma Sociedade Individual de Advocacia.   Revelo minha história de forma prolixa para enfatizar que direcionei meu barco na captura das correntezas. Sou determinado e lido bem com as adversidades. É prazeroso suplantá-las. O livro é parte de uma lista, pequena, porém importante, de objetivos para buscar, novamente, protagonismo em minha nova jornada. Sempre foi assim, estudarei e lutarei para continuar sendo.