Zé Ricardo critica primeiro tempo do Vasco e lamenta mais um empate na Série B: ‘fica a frustração’

Após o resultado do Vasco em 1 a 1 com o Tombense, quarto empate em cinco jogos pela Série B, o técnico Zé Ricardo criticou a primeira etapa ruim da equipe vascaína, mas observou que o time reagiu e teve boas chances no segundo tempo, porém não convertendo as chances criadas em gols. Com 07 pontos, a equipe está em oitavo lugar, e tem uma sequência de dois jogos em casa agora, diante de CSA e Bahia. Em coletiva após a partida, Zé Ricardo ressaltou os principais pontos da partida.

O JOGO

– O resultado que a gente veio buscar aqui que era a vitória ficou mais difícil pelo primeiro tempo muito abaixo que fizemos, a equipe que quer somar pontos para ficar na parte de cima da tabela precisa corrigir a postura que a gente teve no primeiro tempo. Essa foi uma crítica nossa que eles concordaram no intervalo, e tivemos um pouco de dificuldade de adaptação no campo, a bola prende um pouquinho, grama prende a bola, a gente demorou a entrar nesse ‘time’ da grama, mas no geral a gente não pode encontrar desculpas. Fizemos um primeiro tempo bem abaixo e infelizmente acabamos saindo derrotados. Voltamos do intervalo bem, combinamos as ações, tivemos boas oportunidades, se tivéssemos um pouco mais de paciência, principalmente após o gol de empate encontrando os espaços que apareceram, a ansiedade de definir a jogada rápido nos prejudicou, mas eu acho que ainda temos alguns meninos que estão em transformação e isso acaba pesando, fica a frustração, mas tem que parabenizar a equipe do Tombense que fez um bom primeiro tempo, agora é descansar, temos dois jogos em casa, pensar jogo a jogo, para a gente pegar o CSA, equipe muito forte, e a gente consiga fazer a vitória dentro de casa.

TORCIDA VASCAÍNA EM MURIAÉ-MG

– Agradecimento especial à torcida do Vasco, ao pessoal de Muriaé, desde a nossa chegada, muito receptivos, muito calorosos, a gente sabe que a torcida do Vasco é gigante, onde o Vasco vai é sempre muito bem recebido e hoje não foi diferente aqui, está de parabéns a torcida vascaína, principalmente aqueles que vieram aqui, compareceram, incentivaram o tempo todo, a gente queria muito dar uma vitória como retribuição, mas infelizmente acabou não acontecendo. Menos mal que pelos menos não fomos derrotados, estamos a três pontos do líder hoje, está tudo embolado, é tentar fazer o dever de casa contra a forte equipe do CSA e tentar nos aproximar da zona de classificação porque é importante ficar sempre ali próximo, não distanciar porque a gente sabe que é um campeonato de regularidade, e o Vasco precisa estar sempre pontuando para buscar a classificação na 38ª rodada que é o grande objetivo do ano.

+ Atuações ENM: Zaga falha e setor ofensivo tem noite pouco inspirada em empate do Vasco; veja as notas

+ Anderson Conceição lamenta empate do Vasco com o Tombense: ‘Série B é feita de detalhes’

+ Em mais uma partida ruim, o Vasco empata com o Tombense pela Série B

POSTURA EM CAMPO

– Não é questão de postura. Nós tentamos adiantar a marcação, ter mais posse de bola, pressionar a equipe do Tombense, isso eles (jogadores) procuraram fazer, algumas decisões não foram muito boas e, principalmente a questão da organização. Talvez um pouco de ansiedade em querer mostrar resultado, foi um jogo com muitos meninos, não apenas meninos, mas a gente vem tendo um pouco de ansiedade nas tomadas de decisões, esperar o melhor momento, e isso foi a principal arma da equipe do Tombense, que aguardou e esperou o contra-ataque que nós demos. Por pouco o prejuízo no primeiro tempo não acabou sendo maior. Nós corrigimos no segundo temo, a postura da equipe mudou, concentração mudou. A equipe entendeu que precisava de paciência.

CHANCES DE GOL E PRÓXIMO DUELO CONTRA O CSA

– Infelizmente não saímos com a vitória, no fim do jogo tivemos algumas oportunidades, o Palácios entrou bem, o Figueiredo também teve uma oportunidade, o Nenê, duas ou três de servir, mas acabou não tendo a bola que sabemos que ele é especialista. Agora é descansar, trabalhar, analisar a equipe do CSA. A gente sabe que vai ter muita dificuldade de jogar em casa, a pressão para ganhar é muito grande, mas não podemos confundir a pressão com nervosismo e tentar resolver o jogo de qualquer maneira. Tem que ter uma estratégia e ser fiel ao nosso jogo.

OPÇÃO POR EDIMAR NA SEGUNDA ETAPA

– O Edimar veio jogando muitas vezes, no Campeonato Carioca, a gente vem posicionado em uma fase de construção na qual o adversário abaixa muito as linhas. Isso não é novidade. Nós percebemos que, com o Riquelme, que é um jogador muito ofensivo, não estávamos conseguindo construir lá de trás, e essa falta de construção no primeiro setor trazia dificuldades. Estávamos rifando muito a bola, deixando a bola dividia, o bloco baixo do Tombense facilitava a cobertura dos zagueiros e do goleiro, então entendemos que precisávamos transpor aquela fase de construção, e ajeitamos um pouco mais. O ritmo, a consistência do jogo ficou um pouco melhor e não demos mais tantos contra-ataques para a equipe adversária, e conseguimos nos organizar. Se tivéssemos tido um pouquinho mais de paciência para girar, trocar o corredor, talvez a gente encontrasse mais espaço do que achamos.

Siga o Esporte News Mundo no InstagramTwitterFacebook e Youtube.